Diario de Pernambuco
Busca

PORTO DO RECIFE

Militares japoneses homenageiam patrono da Marinha do Brasil

Publicado em: 23/08/2023 12:39 | Atualizado em: 23/08/2023 14:54

A esquadra japonesa realizou a homenagem diante a estátua do Almirante Tamandaré (Divulgação/Consulado Geral do Japão)
A esquadra japonesa realizou a homenagem diante a estátua do Almirante Tamandaré (Divulgação/Consulado Geral do Japão)
Desde a última terça-feira (22) a esquadra japonesa está atracada no Porto do Recife,com os navios Kashima e Hatakaze. Desde sua chegada, a Marinha do Japão participou de eventos comemorativos e prestou homenagens na capital pernambucana. A visita da esquadra tem como objetivo a formação de oficiais por meio de ensinamento de navegação, bem como fortalecer os laços com o Brasil.

Durante a manhã desta quarta-feira (23) ocorreu a cerimônia de Aposição Floral ao Busto do Almirante Tamandaré. Na ocasião, a Marinha japonesa realizou uma homenagem na Praça do Arsenal, no Recife Antigo, ao patrono da Marinha do Brasil, o Almirante Tamandaré. No local, foi montado coroas de flores e apresentações da Banda Sinfônica da Marinha japonesa e brasileira. Estiveram presentes os comandantes da Esquadra, Yasushige Konno; o Comandante do navio Kashima, Miho Ohtani e Comandante do navio Hatakaze, Hiroyuki Ikezaki.

Durante a cerimônia, a Marinha japonesa e brasileira prestaram a homenagem e bateram continência diante a estátua do herói brasileiro o Joaquim Marques Lisboa, conhecido como Marquês de Tamandaré, que serviu por 66 anos a Marinha do Brasil, e alcançou a patente mais alta, almirante, em 1867. 

Almirante Tamandaré 
Joaquim Marques foi militar da Armada Imperial Brasileira, conhecido por ter participado na Guerra da Independência, nos confrontos internos no Período Regencial e nas guerras do Prata e do Paraguai. Diante aos serviços prestados à pátria, se tornando marquês e o Patrono da Marinha do Brasil.

Esta foi a última atividade aberta ao público, a esquadra japonesa segue com atividades internas com a Marinha brasileira até amanhã, quando às 9h os dois navios Kashima e Hatakaze, vão desatracar e partir para Cartagena, na Colômbia. Ao todo serão 149 dias de navegação e passam por 8 países, a estimativa é que a esquadra retorne ao Japão no dia 20 de outubro de 2023.

Tags: japão | homenagem | marinha | porto | recife |

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL