Diario de Pernambuco
Busca

RELIGIÃO

Dom Fernando Saburido é festejado em Vitória de Santo Antão

Publicado em: 03/08/2023 23:04


Paroquianos escolheram o feriado municipal para agradecer os 14 anos em que o atual administrador apostólico esteve como arcebispo (Foto: Cortesia)
Paroquianos escolheram o feriado municipal para agradecer os 14 anos em que o atual administrador apostólico esteve como arcebispo (Foto: Cortesia)
Quase 14 anos após celebrar a primeira missa, enquanto arcebispo de Olinda e Recife, na paróquia de Santo Antão, em Vitória, dom Fernando Saburido celebrou, na noite desta quinta-feira (3), uma missa em ação de graças pelo seu tempo enquanto líder da Igreja Católica na região.

Apesar de ter nascido em Jussaral, distrito do Cabo de Santo Agostinho, mudou-se para Vitória de Santo Antão aos 5 anos de idade e ficou na cidade até seguir para os seus estudos religiosos no seminário, aos 13 anos de idade. Dom Fernando também recebeu o título de cidadão vitoriense.

A celebração também teve um tom de despedida ao arcebispo, que deixará o ministério no próximo dia 13 com a posse de dom Paulo Jackson. Atualmente, dom Fernando é administrador pastoral da arquidiocese e, após a posse do seu sucessor, passará a ser arcebispo emérito.

De acordo com a PM, 600 pessoas lotaram a igreja. Algumas prestaram homenagens, como o padre André Martins, pároco de Nossa Senhora do Livramento, em Vitória, que foi o primeiro padre ordenado pelas mãos de dom Fernando. "O senhor buscou ser mais amado que temido, como ensinou São Bento. Servir aos temperamentos de muitos irmãos nos sacerdócios. E é edificante vê-lo buscar um sacerdote para se confessar", disse Martins.

Diversos familiares de dom Saburido estiveram na celebração, como sua irma Dulce e o cunhado Aluiso. Os sobrinhos Gustavo e Priscila também falaram um pouco da convivência com o "tio Tonho", como é carinhosamente chamado em casa.

"Tio Tonho é sinônimo de fé, coragem, trabalho e sabedoria, dedicação aos mais necessitados e aos que praticam o evangelho. Sempre disponível à família", disse Gustavo, que completou: "nos torna mais fortes saber que temos um tio que dedica toda a vida aos propósitos de Deus e ao próximo".

Ao final das homenagens e antes da benção final, dom Fernando limitou-se a dizer "muito obrigado", explicando que não tinha condições de falar mais. Sentou-se e não segurou as lágrimas. Sendo aplaudido de pé por todos que estavam na matriz.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL