Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

OPORTUNIDADE

Através do taekwondo, projeto busca futuro pacífico para crianças e jovens de Nova Descoberta

Publicado em: 05/10/2021 10:06

 (Foto: Rômulo Chico/Esp.DP)
Foto: Rômulo Chico/Esp.DP
No alto do Córrego do Eucalipto, em Nova Descoberta, Zona Norte do Recife, o barulho que se escuta vem dos tatames. Neles, 150 alunos treinam taekwondo no projeto social da Academia Leões Indomáveis. “Já fui criança e sei da dificuldade de entrar no esporte. É caro, muitos pais não têm condições. A comunidade é carente, então tive a ideia de passar o meu conhecimento aos alunos”, conta o professor Thiago Nunes, que atua ao lado de outros três mestres.

O grupo foi criado em 2013 e treinava nas praças públicas da cidade. Em 2014, os lutadores foram campeões brasileiros. “Treinávamos debaixo de chuva e sol. Quando fomos campeões, consegui esse espaço, que antes era uma barreira. Reformei e se tornou a nossa sede. O nosso intuito é formar caráter e, apesar disso, estamos formando muitos medalhistas estaduais, regionais e nacionais”, acrescenta o mestre que começou a praticar artes marciais aos cinco anos de idade.
 (Foto: Rômulo Chico/Esp.DP)
Foto: Rômulo Chico/Esp.DP

“Meu tio tinha um quimono de caratê. Cortou e fez um menor para mim. Meus irmãos trabalhavam e custeavam meus campeonatos. Hoje eu trago meu filho Thales, de sete anos, e em breve minha filha vai vir também”, revela.

A aluna Kauane da Silva, 16, também segue uma tradição de família no esporte. “Meu irmão treinava aqui há muitos anos e agora é professor da academia. Tenho outro irmão que também treina aqui. No ano passado eles voltaram a frequentar [o espaço], então decidi participar também. Desde então, não consegui mais parar. Todos os dias, se desse, estaríamos aqui. É uma arte que, quando você conhece, se apaixona”, contou a jovem. 
 (Foto: Rômulo Chico/Esp.DP)
Foto: Rômulo Chico/Esp.DP

No tatame, a presença das meninas chama atenção. “Quanto mais, melhor. Algumas mães têm medo e dizem que [o esporte] é de homem, mas eu não acredito nisso. Lugar de mulher é onde ela quiser”, pontua Kauane. 
 (Foto: Rômulo Chico/Esp.DP)
Foto: Rômulo Chico/Esp.DP

Atualmente, o espaço oferece aulas gratuitas às terças e quintas-feiras, a partir das 18h. Apesar do esforço dos professores, a falta de incentivo dificulta a participação nos campeonatos, além dos custos de manutenção do local.

“Os materiais já estão desgastados, o lugar necessita de reparos e gostaríamos de apoio para proporcionar lanches também. Muitas crianças chegam aqui sem comer e, se não houver a distribuição desses alimentos, eles também voltam para casa com fome”, explicou o professor.

Os interessados em ajudar podem entrar em contato com os organizadores através do Instagram @leoes.indomaveis ou pelo número (81) 97111-3571.

De acordo com o Instituto Fogo Cruzado, Nova Descoberta está entre os cinco locais mais violentos do Grande Recife. Em relatório  sobre a violência no primeiro semestre de 2021, o local registra o maior número de mortos (14) e feridos (11) durante tiroteios.

“Eu costumo dizer que somos a última barreira para a criança não entrar na criminalidade. Então, eu procuro dificultar ao máximo o acesso deles ao crime”, reforçou Thiago. “Taekwondo” significa combate sem armas para defesa pessoal. No juramento dos alunos, a promessa feita no topo das barreiras é de construir um mundo mais pacífico. E que assim continue.  


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Uso de máscara em locais abertos deixa de ser obrigatório no Rio
Manhã na Clube: entrevistas com o vereador Romero Jatobá (PSB), dr. Sérgio Paulo e Jaqueline Araújo
CPI aprova relatório que pede indiciamento de Bolsonaro
Manhã na Clube: entrevistas com Raul Henry, Gustavo Frigieiri e Vânia Besse
Grupo Diario de Pernambuco