Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

MOBILIDADE

Comissão de Justiça aprova medida para reduzir aglomeração no transporte coletivo

Publicado em: 25/05/2021 10:48

 (Sandy James/DP
)
Sandy James/DP
A Comissão de Justiça (CCLJ) da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) aprovou uma medida apresentada pelo Governo do Estado para tentar reduzir a aglomeração de usuários no transporte público. O Projeto de Lei (PL) nº 2195/2021 permite que o Poder Executivo aumente o orçamento destinado ao Consórcio de Transportes da Região Metropolitana do Recife (CTM) em até 70%, por meio de decreto. O anúncio foi feito na segunda-feira (24).

Na justificativa da matéria, argumenta-se que, no atual cenário econômico decorrente da pandemia de Covid-19, o transporte coletivo atende atualmente menos de 60% das pessoas que o utilizavam até março de 2020. Assim, o aumento no subsídio seria importante para garantir a sustentabilidade e reduzir a pressão sobre o sistema, viabilizando a circulação de ônibus com menos passageiros e descontos em horários de menor demanda.

O Governo Estadual cita, ainda, os gastos das empresas com pessoal para ordenamento de filas, reforço na higienização, oferta de insumos sanitários à população e distribuição de máscaras. “O propósito é reduzir a aglomeração de usuários do Sistema de Transporte Público da RMR. É um desafio que vem sendo enfrentado nacionalmente, por todos os Estados”, explicou o relator, deputado Aluísio Lessa (PSB).

No mesmo encontro, que ocorreu por videoconferência, os parlamentares deram aval ao PL nº 1739/2021, de iniciativa do deputado Romero Sales Filho (PTB), que obriga as empresas de transporte rodoviário intermunicipal a fornecer informações sobre a operação de cada linha de ônibus. Conforme o texto, modificado por meio de um substitutivo da Comissão de Administração Pública, as companhias terão que dizer, sob pena de multa, quantos veículos circulam diariamente por rota e nos horários de pico.

Esses dados deverão ser comunicados à Empresa Pernambucana de Transporte Intermunicipal (EPTI) que, por sua vez, disponibilizará o conteúdo na Internet em até cinco dias úteis. “Busca-se informar melhor o público e contribuir com a fiscalização. As pessoas poderão saber se o que foi prometido está sendo cumprido”, avaliou o deputado Tony Gel (MDB), ao dar seu parecer.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Diabetes: saiba como evitar e controlar antes que seja tarde
Manhã na Clube: entrevistas com Túlio Gadêlha, Beatriz Paulinelli e Guilherme Maia
Advogado de enfermeira afirma que Maradona foi morto
Manhã na Clube: entrevistas com Décio Padilha, Adriana Barros e Roseana Diniz
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco