Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

VACINAS

Cabo começa a vacinar idosos a partir de 60 anos e prepara imunização de pessoas com comorbidades

Publicado em: 03/05/2021 11:19

 (Foto: Prefeitura do Cabo/Divulgação)
Foto: Prefeitura do Cabo/Divulgação

O município do Cabo de Santo Agostinho informou, nesta segunda-feira (3), que vai garantir a continuidade da segunda doses da vacina Coronavac e da AstraZeneca, de primeira dose para pessoas com idade a partir de 60 anos. Hoje, a prefeitura comunicou que as equipes de Saúde iniciaram a aplicação da primeira etapa da imunização no grupo e espera começar a vacinar os moradores com comorbidades ainda nos próximos dias.

No último final de semana, o Cabo de Santo Agostinho recebeu 715 novas doses de AstraZeneca e outras 220 da Coronavac. Além disso, chegou um carregamento de 4.730 doses da Astrazeneca que, segundo a Secretaria de Saúde do município, serão destinadas para o grupo com comorbidades. As doses da Coronavac serão aplicadas exclusivamente nos moradores que aguardam a segunda dose.

No Cabo, a população é atendida no Centro de Vacinação Covid-19 e em quatro escolas do município, no horário das 8h às 13h. O centro fica na Praça Nove de Julho, às margens da PE-60 e as escolas estão localizadas nos bairros de Ponte dos Carvalhos, Escola Manoel Davi Pereira da Costa; Pontezinha, Escola Eronides Soares; Charneca, Escola Padre Antônio Melo Costa; e Gaibu, Escola Professora Maria Thamar Leite da Fonseca.

Novo ciclo de vacinação

De acordo com a gestão municipal, na primeira fase serão imunizadas pessoas que tomam algum tipo de medicamento que reduza as defesas do sistema imunológico -a exemplo de quem faz tratamento quimioterápico.  Além deles estão as pessoas transplantadas, com Síndrome de Down e aquelas que convivem com o HIV. Segundo a prefeitura, todas as pessoas nesses grupos, com idade entre 18 e 59 anos, deverão ser as primeiras a receber as vacinas.


Para as pessoas com doença renal crônica, obesidade mórbida, gestantes e puérperas com comorbidades, terão prioridade as pessoas com idades entre 55 e 59 anos. O mesmo vale para as pessoas com deficiência permanente cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Na fase dois, a prefeitura comunicou que a intenção é reduzir, de forma escalonada e de acordo com o número de vacinas que o chegam ao município, as idades dos grupos acima citados. Para ter acesso à vacina o cidadão terá de comprovar a sua condição de saúde através de um atestado, validado por um médico, cujo modelo será disponibilizado pela Prefeitura do Cabo.
  


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Anvisa recomenda suspender vacinação da AstraZeneca para grávidas
Anticorpos contra Covid-19 permanecem no sangue por pelo menos oito meses
Manhã na Clube - Entrevista com Rodrigo Maia e Gilson Machado Neto
De 1 a 5: dicas para destravar sua criatividade e ampliar a percepção
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco