Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

OBRAS

Recife constrói nova central de armazenamento e distribuição de vacinas

Publicado em: 30/04/2021 14:49

 (Rodolfo Loepert/PCR)
Rodolfo Loepert/PCR
O Programa Nacional de Imunizações (PNI) ganhará uma nova central de armazenamento e distribuição de vacinas, na Madalena, Zona Norte do Recife. De acordo com a prefeitura, a instalação permitirá o armazenamento de 526 mil doses de imunizantes. A previsão é que em julho as obras de construção da sede estejam concluídas. O investimento é de cerca de R$ 1,1 milhão. A central armazenará vacinas contra a Covid-19 e outros imunizantes.

“Aqui vai ser uma grande central de armazenamento e distribuição de vacinas para a nossa cidade. Aqui está a nova câmara fria, ela terá uma capacidade para mais de 450 mil doses armazenadas. Para vocês terem uma ideia, só essa sala daqui possibilita a duplicação da capacidade que a gente tem hoje na cidade para armazenar doses de diversas vacinas”, afirmou o João Campos (PSB) durante uma visita ao local. A atual sede funciona no bairro de Santo Amaro e tem capacidade para 210 mil doses.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o local tem uma área total de 345,23 m² e permite a capacidade para acondicionar todas as vacinas que fazem parte do PNI. “A nova sede irá qualificar nosso programa de imunização, tanto no que se refere à duplicação da capacidade de armazenamento das vacinas, quanto à logística de distribuição para as mais de 170 unidades de saúde, melhorando o acesso ao processo de vacinação na rotina da população recifense”, afirmou a secretária de Saúde do Recife, Luciana Albuquerque.

Ainda segundo a secretaria, a nova construção contará com sala de armazenagem composta por câmara fria de 55,80m³ e espaço destinado a 20 câmaras de conservação de vacinas de 280L; uma sala de distribuição e uma de inspeção, além de toda área administrativa que terá, entre outros ambientes, salas de reunião, apoio e técnica. A estrutura terá copa, recepção, banheiros acessíveis e um estacionamento com capacidade para oito vagas.

“Aqui vai funcionar a rede de frios da cidade do Recife, todas as vacinas que vão ser usadas na cidade vão ser armazenadas aqui. É muito importante isso porque a gente sabe que da rede de frios depende a qualidade das vacinas. E a gente espera oferecer uma vacina de alta qualidade para a população toda do Recife”, finaliza a coordenadora de Imunização do Recife, Elizabeth Azoubel.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Anvisa recomenda suspender vacinação da AstraZeneca para grávidas
Anticorpos contra Covid-19 permanecem no sangue por pelo menos oito meses
Manhã na Clube - Entrevista com Rodrigo Maia e Gilson Machado Neto
De 1 a 5: dicas para destravar sua criatividade e ampliar a percepção
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco