Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

FORMAÇÃO

Profissionais de saúde do Hospital Eduardo Campos participam de curso de Libras

Publicado em: 20/04/2021 17:56

 (Foto: Daniel Tavares/PCR)
Foto: Daniel Tavares/PCR
A Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Juventude e Políticas sobre Drogas (SDSDHJPD), promoveu o Curso Básico de Linguagem Brasileira de Sinais (Libras) à equipe de saúde que atua no Hospital Eduardo Campos da Pessoa Idosa. A iniciativa também aconteceu em alusão ao Dia Nacional da Língua Brasileira de Sinais, que se comemora no dia 24 de abril. No total, a turma será formada por 20 profissionais, entre recepcionistas, técnicos de laboratório, enfermeiros e outros. As aulas tiveram início nesta terça-feira (20) e seguem até o mês de junho. 

Na abertura do curso, a chefe de divisão da Gerência da Pessoa com Deficiência do Recife, Dida Duque, reforçou a importância da parceria entre o órgão e a unidade de saúde. “As pessoas surdas têm a Libras para se comunicarem, mas acabam sofrendo bastante com a falta de acessibilidade comunicacional, sobretudo, em unidades de saúde, onde as pessoas estão bastante vulneráveis. O início desse curso, hoje, é um grande passo para garantirmos mais acolhimento e inclusão às pessoas com deficiência”, completou. 

O Curso Básico de Libras voltado para os profissionais do Hospital Eduardo Campos será ministrado pela Secretaria Executiva de Direitos Humanos do Recife. A iniciativa propõe formar a equipe de saúde para garantir a independência e autonomia comunicacional dos pacientes que necessitam de serviços específicos para acessar o conteúdo por meio de intérpretes de Libras.

A formação iniciada nesta terça (20) continua pelos próximos três meses, uma vez por semana, sempre no turno da tarde, após o horário do expediente. Os profissionais receberão um certificado referente a 30 horas-aula. 

"Depois desse curso, além de disseminar a Língua Brasileira de Sinais, nosso objetivo é assegurar a comunicação com as pessoas surdas que buscam os nossos serviços, qualificando o acolhimento e atendimento dessa população", contou a enfermeira da Educação Permanente Jéssyka Chaves.

Segundo o censo do IBGE 2010,  das 431.359 pessoas com deficiência no município do Recife, 5,52%  são pessoas surdas. Libras é a segunda língua oficializada no Brasil desde 2002, através da Lei nº 10.436/2002, e é a maneira mais recorrente de comunicação das pessoas com deficiência auditiva. 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Equipamento desenvolvido pela UFPE elimina o coronavírus de ambientes de forma automatizada
ONU marca reunião para discutir a crise no Oriente Médio
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 14/05
Cuba inicia vacinação contra a Covid-19 com imunizante próprio
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco