Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

INVESTIGAÇÕES

PF inicia operação contra prática de corrupção e lavagem de dinheiro na SPU/PE

Publicado em: 27/04/2021 13:31

 (Comunicação Social SR/PF/PE)
Comunicação Social SR/PF/PE
A Polícia Federal (PF) iniciou, nesta terça-feira (27), uma operação para recuperar prejuízos causados pela prática de corrupção passiva por ex-servidores públicos da Secretaria de Patrimônio da União (SPU-PE), localizada no bairro do Pina, Zona Sul do Recife. Segundo as investigações, os alvos da ação receberam propinas que chegam a quase R$ 250 mil. A ação de hoje, que ocorre através da Delegacia de Repressão à Corrupção, localizada no Barro, Zona Oeste da cidade, objetiva o cumprimento de três mandados de busca e apreensão. Dois veículos foram apreendidos. Os envolvidos foram denunciados pelo Ministério Público Federal (MPF) pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, podendo ser condenados a penas que podem chegar a 22 anos de reclusão.

De acordo com a Polícia Federal, os alvos da ação de hoje receberam propinas para promoverem a rápida tramitação de um processo de remembramento de terrenos no interesse de uma empresa estrangeira que tem filial em Pernambuco. Segundo as investigações, os representantes dessa empresa teriam pago vantagens em dinheiro aos ex-servidores através de transferências bancárias realizadas por intermédio de conta aberta em nome de uma empresa fantasma.

A ação policial, denominada "Operação Recovery", tem respaldo legal no Pacote Anticrime. O objetivo da operação iniciada hoje é cumprimento de três mandados de Busca e Apreensão, objetivando recuperar os valores recebidos ilicitamente pelos ex-servidores que chegam a aproximadamente R$ 250 mil. A Polícia Federal informou que foi determinado o sequestro de três veículos, dois deles apreendidos hoje pela PF.

Segundo a PF, além de autorizar o decreto do sequestro de bens para reparação de prejuízos causados por práticas criminosas, o Pacote Anticrime prevê também que esses bens podem, mediante autorização da justiça, ser utilizados por órgãos públicos da área de segurança ou leiloados, sendo o produto da venda destinado à União.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Cuba inicia vacinação contra a Covid-19 com imunizante próprio
Datafolha: Lula venceria Bolsonaro nas eleições de 2022
Manhã na Clube - Entrevista com Humberto Costa e Thiago do Vale da Apac
Air France e Airbus serão julgadas pelo voo 447 Rio-Paris
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco