Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

CAATINGA

No Dia Nacional da Caatinga CPRH celebra o único bioma 100% brasileiro

Publicado em: 28/04/2021 18:23

 (Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação
Nesta quarta-feira (28) comemora-se o Dia Nacional da Caatinga, único bioma 100% brasileiro, e tem a sua predominância na região Nordeste. Dos nove estados nordestinos, apenas no Maranhão a Caatinga não está presente. A rica biodiversidade do bioma registra espécies de vegetais, mamíferos, aves, pássaros e peixes, inclusive de algumas espécies endêmicas que vivem em um ambiente árido de longas estiagens. 

A data foi oficializada por meio do Decreto Federal de 20 de agosto de 2003. Não á toa, a data foi escolhida para homenagear o pernambucano João Vasconcelos Sobrinho, um dos pioneiros em estudos ambientais no país, que nasceu no dia 28 de abril de 1908.

Mesmo assim, as espécies insistem e sobrevivem a todas as intempéries climáticas. Na Caatinga, a vegetação explode na exuberância dos cactos (Cactaceae), bromélia (Bromeliaceae), catingueira (caesalpinia pyramidalis), coroa-de-frade(Melocactus bahiensis), xiquexique, facheiro (Pilosocereus pachycladus), mandacaru, Caroá (Neoglasiovia variegata), ipê roxo (Tabebuia impetiginosa Mart), entre outros.

Na Caatinga, algumas espécies tiveram que se reinventar para sobreviver. Os peixes, por exemplo, aproveitam o período chuvoso para acelerar o seu desenvolvimento e reproduzir e colocar seus ovos enquanto ainda há água abundante. Este também é o caso dos anfíbios, que dependem da agua para sobreviver e precisam manter sua pele úmida. Para suportar o período de seca, algumas espécies se enterram numa profundidade de até 2 metros, onde o solo é mais úmido.

Onze, das 74 Unidades de Conservação do Estado, administrada pela Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), estão localizadas na Caatinga. Duas delas foram criadas pelo Governo do Estado, no ano de 2012: o Parque Estadual Mata da Pimenteira (PEMP), em Serra Talhada, e a Estação Ecológica (Esec) Serra da Canoa, que fica no município de Floresta, ambas no Sertão pernambucano.
TAGS: nordeste | bioma | cprh | caatinga |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Cuba inicia vacinação contra a Covid-19 com imunizante próprio
Datafolha: Lula venceria Bolsonaro nas eleições de 2022
Manhã na Clube - Entrevista com Humberto Costa e Thiago do Vale da Apac
Air France e Airbus serão julgadas pelo voo 447 Rio-Paris
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco