Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

AÇÃO

Santander mobiliza campanha de doação de até 300 mil cestas básicas

Publicado em: 26/03/2021 12:43

 (Foto: Adréa Rêgo Brarros/PCR
)
Foto: Adréa Rêgo Brarros/PCR
O banco Santander Brasil criou uma mobilização para doar cestas básicas para a Ação da Cidadania, organização fundada pelo sociólogo idealizador da campanha Brasil Sem Fome. A empresa já doou 100 mil cestas e lançou um  desafio aos seus 44,6 mil funcionários: caso a marca seja igualada na forma de doações espontâneas, o banco doará outras 100 mil cestas. Desta forma, a entidade receberá até um total de 300 mil unidades.

Com o engajamento dos funcionários, a ação  se torna uma iniciativa de mobilização social, com o objetivo de inspirar mais pessoas e organizações a tomarem atitudes concretas para enfrentar os desafios impostos ao país pela pandemia de Covid-19. Cada cesta básica terá o custo de R$ 50. Nesta semana, o banco já anunciou que irá antecipar para 30 de abril o pagamento integral do 13º salário a todos seus os funcionários.

A Ação da Cidadania será responsável pela distribuição das cestas básicas em todo o Brasil – desde o início da crise de saúde, a entidade já beneficiou mais de 2 milhões de brasileiros com a entrega de 4,7 milhões de toneladas de alimentos nos 26 estados e no Distrito Federal. A ideia é utilizar a capilaridade e a rede de parcerias da organização social para levar as doações até as famílias mais necessitadas neste momento, o que inclui comunidades quilombolas, ribeirinhas e indígenas.

Ao longo de 2020, os colaboradores já fizeram mobilizações voluntárias, em todas as regiões do país, e conseguiram doar, entre esforços próprios e de clientes, 792 toneladas de alimentos. Além disso, em setembro do ano passado, durante a Semana Santander – movimento global de cultura corporativa – a unidade brasileira do Grupo arrecadou R$ 7,2 milhões (metade doada por funcionários e clientes e metade pelo próprio banco) para a compra de cestas básicas pelo Programa Mães de Favela da CUFA (Centra Única de Favelas), beneficiando 20 mil famílias. Outros R$ 7 milhões foram doados por funcionários e pelo banco dentro do programa Amigo de Valor para cinco hospitais que estão na linha de frente do combate à pandemia.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Posse e compra de armas de fogo geram polêmica entre autoridades e população
Liberdade de imprensa piora no Brasil de Bolsonaro
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 20/04
Metade da população adulta nos EUA já tomou ao menos uma dose de vacina contra Covid
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco