Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

INTERDIÇÃO

Por desrespeito às restrições, Procon interdita bar no Alto José Bonifácio

Publicado em: 02/03/2021 11:49

 (Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação
Após identificar o descumprimento às restrições estebelecidas pelo Governo do Estado, bem como às normas sanitárias de combate à Covid-19, o Procon Pernambuco interditou o Bar do Chuveirão, localizado no Alto José Bonifácio, na Zona Norte da Capital pernambucana. 

Segundo o órgão fiscalizador, o estabelecimento foi encontrado de portas abertas por volta das 23h desta segunda-feira (1). Além disso, ainda segundo o Procon, o local acolhia mais de 50 pessoas dançando no momento da fiscalização, o que vai contra as medidas sanitárias de combate à disseminação do vírus no Estado. 

De acordo com as restrições anteriormente publicadas pelo governo, no dia 26 de fevereiro, bares e restaurantes só poderiam funcionar até às 22h. Nessa segunda, o Governo do Estado endureceu as regras e anunciou novas medidas de controle, na tentativa de mitigar o número de casos confirmados e de óbitos causados pelo novo cornovírus. Entre elas, firmadas até o dia 17 de março, foi determinado que atividades não essenciais - como bares e restaurantes - devem funcionar até às 20h, a partir desta quarta (3). 

 (Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação
"Já passava das 23h, quando os fiscais chegaram no local conhecido como Bar do Chuveirão, localizado na Rua Córrego do Euclides, no Alto José Bonifácio. O local, além de estar funcionando após o horário permitido, tinha mais de 50 pessoas dançando. O responsável do espaço não se apresentou e as duas pessoas que trabalham no local, foram conduzidas à delegacia para prestar esclarecimentos", disse em nota o Procon.

Além da fiscalização no Recife, equipes do órgão foram distribuídas também para o município de Nazaré da Mata, na Zona da Mata pernambucana. No local, o Procon afirma que os estabelecimentos cumpriam o decreto, e os que foram encontrados abertos após o "toque de recolher" estavam funcionando em formato delivery, segundo a fiscalização.

De acordo com o Procon, 506 bares e restaurantes já foram fiscalizados no estado e 34 locais irregulares foram interditados.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
A Justiça está realmente cuidando das crianças no centro de disputas familiares?
Cacique Raoni pede ao presidente dos EUA que ignore Jair Bolsonaro
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 16/04
Carta aberta pede quebra de patentes de vacinas de Covid-19
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco