Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

PREMIAÇÃO

Atende em Casa é premiado pela Associação Brasileira de Saúde Coletiva

Publicado em: 29/03/2021 17:55

 (Foto: Miva Filho/SES-PE)
Foto: Miva Filho/SES-PE
Na semana em que completou um ano de funcionamento, o Atende em Casa, projeto implementado pelo Governo de Pernambuco em parceria com a Prefeitura do Recife, foi premiado em congresso virtual organizado pela Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), uma das principais entidades da área. O relato das experiências desenvolvidas pela ferramenta on-line, lançada em 26 de março de 2020, no início da pandemia da Covid-19 em Pernambuco para orientar usuários com sintomas gripais, recebeu o Prêmio Hésio Cordeiro - Menção Honrosa, na categoria Alternativas de Implementação no 4º Congresso de Política, Planejamento e Gestão da Saúde da Abrasco. Dos 1.251 trabalhos submetidos, 30 foram contemplados com a condecoração da comissão científica, em 3 eixos propostos pela iniciativa.

Nestes mais de 365 dias de funcionamento, a ferramenta já conta com mais de 206,7 mil usuários cadastrados. Mais de 30 mil pessoas foram orientadas a procurar uma unidade de saúde mais próxima da sua residência e mais de 72 mil a permanecer em isolamento domiciliar. Também foram realizados, até o momento, mais de 7 mil teleacolhimentos (apoio emocional).  

O relato de caso detalhado pela equipe da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) aconteceu em mesa de apresentação on-line comandada pelo ex-ministro da saúde Arthur Chioro. Com o tema “Implantação de serviço de teleassistência em resposta à pandemia da Covid-19 em Pernambuco: relato de experiência”, o grupo compartilhou, durante o encontro, os resultados do serviço implantado no Estado e os desafios futuros para fortalecimento da estratégia, assim como interagiram com outras experiências apresentadas.

"O objetivo do serviço é oferecer acolhimento aos usuários nas suas experiências de adoecimento, por meio de teleorientação, telemonitoramento e teleacolhimento. Neste primeiro ano de funcionamento, já vemos resultados promissores, principalmente na questão do acesso, por parte da população, à informação adequada e ao cuidado em tempo oportuno. O Atende em Casa também destacou o papel da teleassistência além do apoio ao usuário, mas também na gestão do trabalho, uma vez que conseguimos realocar profissionais da saúde que estavam afastados, por serem do grupo de risco para a Covid-19, para atuar na linha de frente. Por isso, o reconhecimento do ponto de vista técnico-científico, com a menção honrosa no congresso da Abrasco, é muito importante para mostrar a relevância do projeto", pontua a diretora Geral de Educação em Saúde da SES-PE, Juliana Siqueira.

A premiação aconteceu no encerramento do Congresso, na última sexta-feira (26). A cerimônia virtual foi conduzida pelo coordenador do Grupo de Trabalho (GT) de Avaliação da Abrasco e professor da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP), Oswaldo Tanaka. O especialista destacou que os trabalhos passaram por análise da comissão científica do congresso, sendo a experiência da Secretaria de Saúde de Pernambuco selecionada como alternativa inovadora, com potencial de apontar formas alternativas para fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS).

Balanço

Implementado em março de 2020, a partir de parceria da Secretaria Estadual de Saúde e a Secretaria de Saúde do Recife (Sesau), o Atende em Casa contempla a população de 178 cidades pernambucanas, o que equivale a 96,22% dos municípios do Estado, com cobertura para mais de 9,4 milhões de pernambucanos (98,59% da população estadual total). O usuário pode acessar o serviço pelo site (atendeemcasa.pe.gov.br) ou por meio de aplicativo para smartphones com o sistema Android (ferramenta disponível na Google Play Store).

Após o cadastro de informações essenciais, o usuário que acessa o “Atende em Casa” é direcionado para um questionário que permite a avaliação inicial do quadro de saúde a partir de perguntas sobre seus sintomas. Em seguida, uma classificação de risco é realizada pelo sistema, na qual o usuário recebe orientações necessárias para sua situação ou é encaminhado para uma teleorientação com um profissional de saúde.

A teleorientação busca acolher o usuário em sua experiência de adoecimento, confirmar as condições e sintomas referidos no questionário e orientar sobre os cuidados necessários a cada classificação de risco (por exemplo, informar sobre os procedimentos do isolamento domiciliar ou como proceder o encaminhamento ao serviço de saúde mais adequado para sua situação). O Atende em Casa também conta com o teleacolhimento, serviço de apoio emocional para a população com suspeita de Covid-19 que apresenta sofrimento psíquico pelo isolamento domiciliar ou pela própria doença.

Mais de 100 profissionais de saúde foram treinados pela SES-PE, responsável por coordenar os atendimentos fora do Recife, para atuação no Atende em Casa, reforçando as escalas de plantão. Os profissionais recebem orientações quanto ao uso do aplicativo, protocolos clínicos da Covid-19 e fluxo de atendimento nas unidades de saúde.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
A Justiça está realmente cuidando das crianças no centro de disputas familiares?
Cacique Raoni pede ao presidente dos EUA que ignore Jair Bolsonaro
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 16/04
Carta aberta pede quebra de patentes de vacinas de Covid-19
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco