Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

VACINA

Trabalhadores da rede estadual de Saúde tomam segunda dose da vacina contra a Covid-19

Publicado em: 10/02/2021 17:57

 (Foto: SES-PE/Divulgação
)
Foto: SES-PE/Divulgação
Seguindo a recomendação do Comitê Técnico Estadual para Acompanhamento da Vacinação contra a Covid-19 de aplicar a segunda dose da vacina Sinovac/Butantan entre o 21º e 28º após a primeira aplicação, os serviços da rede estadual de saúde iniciaram, nesta quarta-feira (10), a última etapa da imunização dos seus trabalhadores. No Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), primeira unidade a vacinar seus profissionais com a chegada dos imunizantes em janeiro, entre os grupos que compareceram para finalizar o esquema, esteve a técnica de enfermagem Perpétua do Socorro Barbosa dos Santos, de 52 anos, a primeira pernambucana vacinada contra a doença no Estado, em 18 de janeiro. 

Funcionária do serviço há 30 anos, Perpétua esteve na linha de frente contra a Covid-19 desde o começo da pandemia. Com o esquema de duas doses finalizado, a sensação descrita pela técnica de enfermagem não poderia ser outra: alívio. “É uma sensação de alívio. Eu estava na expectativa para a segunda dose e, agora, estou 100% imunizada. Mas isso não quer dizer que a gente não deva continuar adotando todos os cuidados. Precisamos continuar usando máscaras, com a higiene correta e sem fazer aglomeração”, reforçou Perpétua. 

Quem estava responsável pela imunização na tarde dessa terça no Huoc foi a técnica de enfermagem do serviço Maria Lopes, 54, profissional que aplicou a primeira dose da Sinovac/Butantan em Perpétua no mês passado. Maria, que se programa para tomar a sua segunda dose da vacina, comemora o encerramento do ciclo. “A vacinação contra a Covid-19 era um momento muito esperado, principalmente para nós, que trabalhamos na área da saúde. Agora, iniciando a segunda e última etapa da imunização, parece que um peso enorme saiu das nossas costas”, pontuou a técnica. 

A fonoaudióloga Danielle Oliveira, 43 anos, foi uma das primeiras a chegar, no turno da tarde, para receber sua segunda dose. “Agora estou tranquila. Só quero que a vacinação seja ampliada logo para toda a população. Se Deus quiser, no próximo ano, a gente volta a brincar Carnaval”, contou a funcionária que atua na UTI pediátrica do Huoc.

A vacina da Sinovac/Butantan tem sido utilizada em todos os grupos prioritários do momento, exceto os idosos a partir dos 85 anos, que estão utilizando o imunizante da AstraZeneca/Oxford/Fiocruz, que indica a segunda dose apenas três meses após a primeira.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Bolsonaro diz não ter briga com a Petrobras
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 24/02
Atividades econômicas proibidas em 63 municípios do Agreste e Sertão
Brasil aprova uso definitivo da vacina da Pfizer, mas imunizante ainda não está disponível
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco