Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Pandemia

No Centro e Zona Sul do Recife, pessoas ainda andam sem máscara; alguns aguardam novo lockdown

Publicado em: 24/02/2021 19:36 | Atualizado em: 24/02/2021 20:28

 (Foto: Sandy James / Esp. DP FOTO)
Foto: Sandy James / Esp. DP FOTO
Frente às novas restrições decretadas pelo Governo de Pernambuco em 63 cidades, a reportagem do Diario foi às ruas saber como está o clima entre à população do Recife, que ainda não foi atingida por medidas mais rígidas, diferentemente de algumas capitais nordestinos.

No Bairro de São José, Centro da cidade, a reportagem flagrou muitas pessoas sem máscaras e aglomeradas entre os corredores urbanos do comércio na capital, como na região próxima ao Mercado de São José.

Alguns já dão como certo um novo lockdown, como o segurança Antônio Leal, 55 anos. "Prefiro que essas medidas mais severas cheguem logo, o povo está abusando muito sem usar a máscara", falou. Ele observa muitas pessoas entrando e saindo em estabelecimentos comerciais no centro sem máscaras. Um dos receios dele é que, com novo fechamento, a taxa de desemprego suba ainda mais.
 
 (Foto: Sandy James / Esp. DP FOTO)
Foto: Sandy James / Esp. DP FOTO
 
"Acredito que deve haver responsabilidades por parte da população e dos governantes. A vacina chega de pinga-pinga e não é suficiente para todos", disse Wellington Dias, 64 anos, comerciante. Ele teme a nova variante P1 do coronavírus que foi detectada em Pernambuco, através de dois pacientes amazonenses que vieram dar continuidade ao tratamento da Covid-19, mas acabaram morrendo.

 (Foto: Sandy James / Esp. DP FOTO)
Foto: Sandy James / Esp. DP FOTO

Na altura do Segundo Jardim de Boa Viagem, na Zona Sul, várias pessoas caminhavam e praticavam exercícios desprevenidas da máscara. "É  um pouco complicado porque muitas pessoas não respeitam nem o uso de máscara em locais públicos. Tenho medo que esse lockdown chegue até o Recife por conta do meu comércio, que é a minha fonte de renda", falou Devinaldo Júnior, 38 anos, que tem um quiosque na orla há três anos. Ele contou que ficou cerca de cinco meses com o comércio fechado, durante os primeiros meses da pandemia.

 (Foto: Sandy James / Esp. DP FOTO)
Foto: Sandy James / Esp. DP FOTO

"Se essas medidas mais severas chegarem ao Recife vão atrapalhar muita gente, financeiramente falando. Porém, não tenho medo que essas medidas cheguem até aqui porque vão evitar mais casos positivos e mortes pelo vírus", afirmou Willemberg Ribeiro, 23 anos, entregador de aplicativo. Ele também avalia que se em toda a Zona Sul houvesse fiscalização, as pessoas voltariam a usar a máscara. 










 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Metade da população adulta nos EUA já tomou ao menos uma dose de vacina contra Covid
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 19/04
A Justiça está realmente cuidando das crianças no centro de disputas familiares?
Resumo da semana: STF mantém anulações de sentenças contra Lula, mais jovens em UTIs e CPI da Covid
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco