Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

AÇÃO SOCIAL

Com escassez de chuva, Compesa distribui caixas d'água para moradores de baixa renda

Publicado em: 05/02/2021 15:42

 (Compesa/Divulgação)
Compesa/Divulgação
Cerca de 700 pessoas cadastradas na tarifa social da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), foram beneficiadas com uma caixa d’água de 500 litros. De acordo com a empresa, a iniciativa, que acontece desde o segundo semestre do ano passado, faz parte do enfrentamento a escassez de chuva na Região Metropolitana e devido a pandemia da Covid-19. Para inscrição no programa é necessário que o responsável pelo imóvel faça um agendamento prévio a partir do envio do nome completo, endereço, telefone e matrícula do imóvel para o e-mail: caixadeaguasocial@compesa.com.br.

“Nesse momento estamos intensificando os investimentos em ações para dar suporte aos sistemas de abastecimento da RMR até as chuvas de maio a junho, mas é preciso, ainda, garantir que as pessoas em situação de vulnerabilidade social consigam armazenar a água que receberão”, disse a presidente da Compesa, Manuela Marinho.

As pessoas que quiserem participar do programa projeto Caixa D’água Social da Compesa, para receber um reservatório, devem ser beneficiários da Tarifa Social, serem abastecidos em esquema de rodízio e possuírem baixo estoque de água no imóvel onde residem. De acordo com a empresa, após o agendamento será feita uma entrevista pela equipe e posterior inclusão no projeto, até o momento da entrega do reservatório. O programa é fruto da parceria com as empresas Sabará, Grupo Tigre, por meio do seu Instituto Carlos Roberto Hansen e FortLev.

“A importância do projeto Caixa d’Água Social, que conta com o apoio da iniciativa privada, e dá oportunidade às famílias com baixa reservação em casa, ou seja, aquelas que são carentes de reservatórios, de garantir o armazenamento de água até o próximo ciclo de abastecimento. A Compesa, mais do que nunca, está empenhada em ações para mitigar os efeitos da escassez de chuvas”, acrescenta a presidente da Compesa.

Segundo a companhia, uma análise técnica é realizada na residência, para verificar as condições necessárias para a instalação da caixa de água, que é de responsabilidade do morador. “Com a comprovação da disponibilidade, a exemplo do local adequado para colocação do reservatório, a entrega será agendada. O cliente receberá a caixa, o kit para instalação e o termo de responsabilidade sobre o equipamento”, informou a empresa.



 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Com 93% de taxa de ocupação de UTIs, Pernambuco decreta mais restrições
De 1 a 5: saiba qual é seu perfil profissional e como tirar o máximo proveito dele
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 01/03
Doença da urina preta: síndrome rara pode levar à UTI
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco