Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

ENTORPECENTES

PF bate recorde de apreensão de cocaína em Pernambuco em 2020

Publicado em: 04/01/2021 09:13

 (Foto: Divulgação/ PF)
Foto: Divulgação/ PF
Ações da Polícia Federal no aeroporto, rodovias e sertão pernambucano em parceria com os demais órgãos de segurança pública têm contribuído para a erradicação e apreensão de grandes quantidades de drogas durante o ano. No aeroporto, é feita uma fiscalização constante, a fim de evitar que drogas cheguem ao estado ou sejam levadas ao exterior. No sertão pernambucano o ciclo produtivo da maconha é acompanhado de perto pelo serviço de inteligência da Polícia Federal, e ao se aproximar do período da colheita, novas ações são realizadas, coibindo assim a secagem e a consequente introdução no mercado consumidor.

As operações policiais de erradicação de maconha na região têm dificultado as atividades de traficantes locais para produzirem a droga em seu pleno desenvolvimento. Isso tem aumentado, segundo a PF, a importação da droga advinda do Paraguai e de outros países vizinhos, já que o sertão de Pernambuco deixou de ser o principal fornecedor da droga.

Em duas grandes apreensões de cocaína em 2020, uma das maiores somas dos últimos 10 anos, foram apreendidos 1.152 kg do entorpecente. Em uma das ações, realizada em Serra Talhada, no Sertão, foram apreendidos 502 kg da droga, que seriam destinados à produção de milhões de pedras de crack. Outra apreensão, feita no aeródromo de Igarassu, na Região Metropolitana do Recife, outros 650 kg de cocaína que serviriam para abastecer usuários de classe média e alta em Pernambuco e estados vizinhos foram apreendidos por agentes da PF.

De acordo com a Polícia Federal, o tráfico de drogas na região acaba atraindo e aliciando moradores locais e criando várias outras ocorrências criminosas, tais como assaltos, furtos, homicídios, assassinatos, acertos de contas, guerra entre gangues para domínio de território para venda de drogas, dentre outros crimes. Ainda segundo a PF, o dinheiro do tráfico é reinvestido para compra de armas, corrupção de agentes públicos, tráfico de pessoas, contrabando de mercadorias e explosivos.

Ao todo, a Polícia Federal apreendeu, durante todo o ano de 2020, 1.152 kg de cocaína; 1.100 kg de maconha; 3.560 comprimidos de ecstasy e 215 caixas de anabolizantes. Doze pessoas foram presas durante as ações de repressão ao tráfico de drogas realizadas pela PF. Também em 2020, outras 13 pessoas foram presas no Aeroporto Internacional dos Guararapes, sendo 8 mulheres e 5 homens. Por lá, foram apreendidos 27 kg de cocaína; 75 kg de maconha e 512 comprimidos de ecstasy.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Mundo tem recorde de mortes por Covid-19 em 24 horas
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 27/01
AstraZeneca defende eficácia em idosos depois de questionamentos
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 26/01
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco