Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

MEDIDAS

Pernambuco proíbe som em bares e prevê receber 360 mil doses do imunizante contra Covid-19

Publicado em: 13/01/2021 18:00 | Atualizado em: 13/01/2021 20:06

 (Governo PE/Divulgação)
Governo PE/Divulgação
Está proibida a utilização de som, ao vivo ou gravado, em bares, restaurantes e estabelecimentos comerciais. A nova determinação do Governo de Pernambuco foi divulgada na tarde desta quarta-feira (13), devido ao aumento do número de casos graves de pacientes com Covid-19 no estado. A proibição começa a partir desta sexta-feira (15), quando serão realizadas fiscalizações nos comércios e nas áreas litorâneas do estado.

“A partir da próxima sexta-feira, iremos proibir por 30 dias a utilização de som de qualquer natureza, em bares, restaurantes e estabelecimentos similares, inclusive no comércio de praia. Porque isso tem contribuído para aglomeração nestas faixas de areia. Além disso, qualquer tipo de utilização de som que cause aglomeração, seja os chamados paredões mecânicos ou orquestras, poderão inclusive ser alvo de apreensão pelo poder público, seja por conta da polícia ou pelo controle urbano municipal, ou pelas fiscalizações que serão realizadas”, afirmou o secretário estadual de Saúde, André Longo.

Durante o anúncio, que foi transmitido pela internet, o secretário também falou sobre a vacina da Covid-19. “Estamos mais próximos da vacina, que será um divisor de águas no enfrentamento da Covid-19, porque ela vai mudar o curso da doença. Impactando positivamente, na redução das nossas hospitalizações e consequentemente da mortalidade”, informou Longo. O secretário ressaltou que o governo de Pernambuco começou a distribuir, desde ontem, cerca 1,5 milhão de seringas e agulhas para todos os municípios pernambucanos.

O boletim epidemiológico desta quarta registrou 1.803 novos casos da Covid-19. Agora, Pernambuco totaliza 236.041 casos confirmados da doença, sendo 30.017 graves e 206.024 leves, que estão distribuídos por todos os 184 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha.

Fiscalizações e multas

De acordo com o secretário da Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, que também participou da coletiva, nos últimos 90 dias, foram fiscalizados 312 bares e restaurantes, dos quais 25 deles foram fechados. “E agora, determinei ao Procon, uma medida mais enérgica. Aquele que for reincidente, ele não vai abrir. Nós vamos caçar a autorização do funcionamento desses estabelecimentos. Nós vamos caçar a inscrição na Fazenda Estadual e também na junta comercial. Essas pessoas vão desaparecer da vida empresarial”, ressaltou o secretário.

“Nós já aplicamos multa no valor de aproximadamente de meio milhão de reais. Segundo lugar, nós não estamos multando somente contra o hotel, mas contra bares e restaurantes fundamentalmente. E hotéis, se descumprirem as regras previstas pelo governo, evidentemente serão autuados da mesma maneira. Mas no final de ano, as multas incidiram fundamentalmente sobre bares e restaurantes, porque a grande maioria dos hotéis não realizaram festas de réveillon”, acrescentou.

Distribuição das Vacinas

Na coletiva também falada sobre o próximo domingo (17), que é considerado o dia D, para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) se manifestar sobre as duas primeiras vacinas que estão com o pedido de aprovação emergencial, que são a do tipo CoronaVac, do Instituto Butantan e a AstraZeneca, desenvolvida pela Oxford - que no Brasil, será fabricada pela Fiocruz. “Nós temos uma expectativa positiva para aprovação para essas duas vacinas, e esperamos que a semana que vem, o plano logístico do governo federal, possa trazer essas vacinas para os estados que aqui estaremos preparados para fazer a distribuição logística para os municípios iniciar o processo de vacinação em nosso estado”, afirma Longo.

Durante a coletiva, os secretários também anunciaram que Pernambuco deve receber entre 350 e 360 mil doses do imunizante contra a Covid-19. Segundo o secretário estadual de Saúde, André Longo, a expectativa é que entre 24h e 48h, Pernambuco tenha condições de estar iniciando a vacinação. 
“Se todas as vacinas que o Ministério diz estarem prontas, puderem ser distribuídas na próxima semana, nós deveremos estar recebendo algo em torno entre 350 a 360 mil doses, que é correspondente a 4,7% de 8 milhões de vacinas”, explica. Segundo o secretário são 6 milhões de vacinas do tipo CoronaVac, do Instituto Butantan, e 2 milhões de vacinas da AstraZeneca, da Oxford, com produção nacional da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

“Nós teremos aí, 24h no mais tardar, 48h depois, em condições de estar iniciando a vacinação em nosso estado, a partir, obviamente, da aprovação da Anvisa e da distribuição do Ministério da Saúde para a Central Logística de Pernambuco, que inclusive será um ponto de apoio para outros estados do nordeste”, complementa o secretário.

Adiamento das provas do Enem 

Questionado sobre a realização das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o secretário André Longo, que também é vice-presidente do Conselho Nacional dos Secretários Estaduais de Saúde (Conass), explicou que a instituição provocou o Ministério da Educação, sobre a possibilidade de adiamento dos testes.

“O Conass entendeu que dado essa diversidade, dado o cenário epidemiológico, e dada a unicidade do teste, seria de bom tom, seria importante para a saúde pública, que pudesse haver o adiamento para um cenário epidemiológico melhor. A gente sabe que isso está tendo resistência, por parte dos organizadores do evento. A gente sabe do impacto negativo que isso tem para esses jovens que vão se submeter ao teste. Mas, se a gente pudesse ter a compreensão para o adiamento, seria importante, acreditamos, para a saúde pública”, explicou.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Metade da população adulta nos EUA já tomou ao menos uma dose de vacina contra Covid
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 19/04
A Justiça está realmente cuidando das crianças no centro de disputas familiares?
Resumo da semana: STF mantém anulações de sentenças contra Lula, mais jovens em UTIs e CPI da Covid
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco