Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

CORONAVÍRUS

Governo detalha plano de vacinação contra a Covid-19; campanha será dividida em 4 fases

Publicado em: 07/01/2021 18:00

 (Miva Filho/SES-PE)
Miva Filho/SES-PE
A primeira reunião do Comitê Técnico para acompanhamento da vacinação contra a Covid-19, que ocorreu nesta quinta-feira (7), na sede da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), estabelece que a campanha seja dividida em quatro fases. O documento orienta que índios, idosos, pessoas com comorbidades, profissionais da saúde, educação e do transporte integrem os grupos prioritários da vacina. O plano também prevê imunização de mais de 2,8 milhões de pessoas na fase inicial.

“Nesse primeiro momento, estamos apresentando uma versão preliminar do nosso plano, que está sendo submetida ao comitê para aprimoramento e discussão”, disse o secretário estadual de Saúde, André Longo, durante a reunião. Segundo o secretário, todos os componentes terão até a próxima semana para darem suas considerações para que o plano seja finalizado.

O documento estabelece que o registro da vacinação será nominal e que os técnicos deverão informar a data da volta para a segunda dose, quando a proteção estará completa. De acordo com a secretaria, existe a possibilidade de uso do imunizante de mais de um fabricante no país, e nesse caso será indispensável registrar qual foi o tipo utilizado em cada indivíduo.

Fases da Campanha de Vacinação contra a Covid-19

A campanha está dividida em quatro grupos prioritários, segundo divulgou o Comitê Técnico. “Na primeira fase vamos estar vacinando os trabalhadores da saúde, que estão na linha da assistência e trabalham em vigilância da saúde. Nós vamos estar vacinando os índios, os aldeões, as onze etnias do estado e a população de 75 anos e mais. E dos idosos a partir dos 65 anos que estão em instituição de longa permanência”, explica a superintendente de Imunizações da SES-PE, Ana Catarina de Melo. Na segunda fase da campanha, a vacinação será especifica para os idosos a partir de 60 anos.

De acordo com a SES-PE, na terceira fase será a vez dos indivíduos com comorbidades. “Em breve vamos estar detalhando quais são essas comorbidades, então é muito importante, em todos os grupos, que exista algo que identifique que aquele indivíduo pertence ao grupo. Então para as pessoas com comorbidades, é necessário levar a prescrição médica, indicando que o individuo tem a comorbidade estabelecida”, informa a superintendente de Imunizações.

O plano de operacionalização também ressalta a importância de assegurar as doses do imunizante contra a Covid-19 para trabalhadores de serviços essenciais. “E o quarto grupo, nós vamos vacinar as forças de segurança, trabalhadores da educação, caminhoneiros, transporte aéreo, pessoas que trabalham no Porto de Suape, no Porto do Recife. Vamos vacinar os quilombolas, pessoas do transporte coletivo, tanto dos ônibus quanto do metrô, então todo esse grupo, ele vai ser vacinado”, informa Ana Catarina.

“Como temos grupos como força de segurança e trabalhadores da saúde, da educação, que nós precisamos manter essa força de trabalho funcionando, então é importante que eles sejam vacinados, e que não adoeçam e que o serviço, não pare nesse momento”, acrescenta.

Entrega e distribuição

O Comitê Técnico de Pernambuco, que segue as estratégias do Ministério da Saúde, ressalta que as vacinações dos profissionais de saúde, educação e segurança serão feitas in loco, ou seja em local a ser definido. Já para os idosos, há a possibilidade de a vacinação ser em domicílio, em drive-thru ou em centros de vacinação.  “Estamos organizando a logística de entrega e distribuição dos insumos e orientando aos municípios que vão realizar a vacinação, que para cada grupo prioritário seja realizada uma estratégia diferenciada”, informa a superintendente de Imunizações Ana Catarina de Melo.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), o estado possui 3,9 milhões de seringas em estoque. O modelo será utilizado na vacinação contra a Covid-19. Segundo a SES-PE, neste mês de janeiro, está prevista a entrega de mais 2,8 milhões de unidades. Ao total serão 6,7 milhões de seringas disponíveis para as ações de rotina, que equivalem ao tempo de uso dos primeiros três meses da campanha contra o novo coronavírus.

“Estamos hoje com esse estoque já contratualizado para o fornecimento de mais seringas e agulhas, e ao mesmo tempo se articulando com toda a comunidade científica, com os municípios fundamentalmente, para que a gente tenha um processo de vacinação, um plano operacional, que possa ser colocado em prática imediatamente após o fornecimento da vacina. Estamos todos aguardando o cronograma de entrega das vacinas por parte do Governo Federal. E temos buscado alternativas a isso, embora acreditemos que o melhor caminho para o programa de vacinação é através do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde. Mas também temos buscado algumas alternativas, através do Consórcio do Nordeste, conversando com outros laboratórios”, finaliza o secretário estadual de Saúde, André Longo.

A reunião e o planejamento

O Comitê Técnico para acompanhamento da vacinação contra a Covid-19, é presidido pelo secretário André Longo e coordenado pela Secretaria Executiva de Vigilância em Saúde da SES-PE. É também formado por representantes das secretarias estaduais de Educação, Defesa Social e Saúde; do Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei), Conselho de Secretários Municipais de Saúde de Pernambuco (Cosems-PE), Conselho Estadual de Saúde de Pernambuco, Instituto Aggeu Magalhães (Fiocruz-PE), Sociedade Brasileira de Imunizações em Pernambuco (SBIm), Sociedade Pernambucana de Infectologia, Comitê Assessor Permanente de Imunizações (CAPI/PE), Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), Secretaria de Saúde do Recife e da Superintendência do Ministério da Saúde em Pernambuco.

Participaram presencialmente do encontro, na tarde desta quinta-feira (7), a secretária de Saúde do Recife, Luciana Albuquerque, e, representando a Sociedade Brasileira de Imunizações em Pernambuco (SBIm), o pediatra Eduardo Jorge. Os demais componentes estiveram presentes por videoconferência.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 21/01
Variante britânica do coronavírus continua a se espalhar pelo mundo
Enem para todos com o professor Fernandinho Beltrão - Genética do sangue
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 20/01
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco