Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Covid-19

Estado conclui distribuição de vacinas aos municípios de Pernambuco

Publicado em: 20/01/2021 19:49 | Atualizado em: 20/01/2021 21:28

 (Foto: Marcos Pastich/PCR)
Foto: Marcos Pastich/PCR
O secretário estadual de Saúde, André Longo, informou que 100% das doses que cabem aos municípios pernambucanos, na primeira remessa enviada pelo governo federal, tiveram sua distribuição concluída nesta quarta-feira. Um total de 234 mil doses foram mandadas pelo estado para as prefeituras, enquanto 36 mil servirão para imunizar 18 mil profissionais da rede estadual de atendimento a pacientes com a Covid-19. Desses, 1,1 mil receberam a vacina até a tarde desta quarta-feira. Os número parciais da campanha nos municípios ainda não estão disponíveis, segundo a SES-PE, por instabilidades no sistema de registros do Plano Nacional de Imunizações (PNI).

O secretário frisou que as vacinas disponíveis neste momento são poucas e que é necessário manter os cuidados para evitar o contágio. "Nestes primeiros meses não teremos vacinas para imunizar a maioria da população. Vamos priorizar vulneráveis e aqueles que estão mais expostos à doença. A proteção só virá quando a cobertura alcançar a maioria. Temos falado muito na vacina, mas não podemos esquecer dos cuidados. Mesmo aqueles vacinados não podem abdicar. Não há efeito instantâneo. A imunidade só vem depois da aplicação da segunda dose, 14 a 18 dias após a primeira", explicou.

O Hospital de Referência à Covid-19 - unidade Olinda (Maternidade Brites de Albuquerque) iniciou, nesta quarta-feira (20/01), a vacinação contra a Covid-19 nos trabalhadores de saúde atuantes no serviço, exclusivo para atendimento aos casos suspeitos ou confirmados do novo coronavírus. O secretário estadual de Saúde, André Longo, e a superintendente de Imunizações da SES-PE, Ana Catarina de Melo, estiveram presentes.

"Estamos procurando reconhecer o esforço dessas unidades que são 100% Covid. Os trabalhadores da saúde que aqui labutam vão ser reconhecidos por conta de toda a dedicação e esforço no combate à pandemia. Hoje, estamos iniciando simultaneamente, em várias unidades hospitalares, esse processo de vacinação. Aqui, simbolicamente, representando os trabalhadores de saúde da escala de plantão da unidade, vai ser vacinada primeiro Aparecida Gomes, que é auxiliar de serviços gerais e tem um trabalho fundamental para a dinâmica hospitalar", afirmou o secretário André Longo.

A auxiliar de serviços gerais Aparecida Gomes tem 48 anos e é moradora no bairro de Rio Doce. Mãe de dois filhos, inclusive uma técnica de enfermagem, ela trabalha há 25 anos na área de saúde. Segundo a auxiliar, ser vacinada é um alento para não adoecer nem correr o risco de acabar transmitindo para algum ente querido. "Essa é uma esperança para poder voltar à normalidade", comentou.

O Hospital de Referência foi aberto em abril de 2020 para compor a rede de assistência à Covid-19. O serviço conta com 480 trabalhadores de saúde espalhados pelos mais variados setores, que serão contemplados nessa primeira fase da vacinação. Ao todo, possui 100 leitos exclusivos para pacientes suspeitos ou confirmados para o novo coronavírus, sendo 40 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto e 10 leitos de UTI pediátrica, além de 40 leitos de enfermaria adulto e 10 leitos de enfermaria pediátrica.

Diversas unidades estaduais também iniciaram hoje a vacinação dos seus trabalhadores de saúde. É o caso dos hospitais Agamenon Magalhães (HAM), da Restauração (HR), Otávio de Freitas (HOF), Getúlio Vargas (HGV) e Correia Picanço. Antes deles, os hospitais de Referência à Covid-19 - unidade Boa Viagem e o Universitário Oswaldo Cruz (HUOC).

Das 22 unidades do Estado com atendimento para os casos de Covid-19, quatro são exclusivas para os pacientes com a Covid-19: o antigo Alfa, em Boa Viagem, a antiga Maternidade Brites de Albuquerque, em Olinda, o Hospital Geral do Sertão, em Serra Talhada e a UPAE, em Petrolina. Nesses quatro hospitais, que somados mobilizam 41% das vagas de terapia intensiva dos hospitais estaduais, a determinação da Secretaria Estadual de Saúde é que todos os profissionais sejam vacinados.
Cerca de 22 mil profissionais trabalham nessas quatro unidades, incluindo 504 que são da área de saúde, mas serão imunizados porque têm contato com doentes, como encanadores, copeiros e auxiliares de serviços gerais.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Secretários estaduais de Saúde pedem mais rigor nas medidas de restrição contra Covid-19
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 02/03
Com 93% de taxa de ocupação de UTIs, Pernambuco decreta mais restrições
De 1 a 5: saiba qual é seu perfil profissional e como tirar o máximo proveito dele
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco