Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

CRIME

Corpo de manicure é encontrado e namorado é preso em flagrante

Publicado em: 05/01/2021 11:30 | Atualizado em: 05/01/2021 20:39

 (Foto: Sandy James / Esp. DP )
Foto: Sandy James / Esp. DP

Após três dias de buscas, a equipe do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco (CBMP) encontrou o corpo da manicure Dione Gomes da Silva Nascimento boiando, na manhã desta terça-feira (5), no Rio Tejipió, nas mediações da comunidade Rabo da Lacraia, no bairro da Imbiribeira, Zona Sul do Recife. A mulher de 40 anos estava desaparecida desde a tarde do último domingo, e teria sido jogada da ponte Motocolombó, em Afogados, no rio pelo companheiro.

Poucas horas após o aparecimento do corpo da manicure nesta terça (5), o namorado dela, Maurício Alves de Andrade, 42, foi preso em flagrante. Segundo a polícia, ele foi detido pelo crime de feminicídio - quando a vítima é assassinada por causa do gênero -, e ocultação de cadáver.

A prisão de Maurício - realizada pelo delegado Francisco Océlio, da 3ª Delegacia de Homicídios - ocorreu depois que ele se apresentou na sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no bairro do Cordeiro, Zona Oeste do Recife, na companhia de um advogado. Por lá, Maurício prestou depoimento e, ao ser retirado do local para realizar exame de corpo delito no Instituto de Medicina Legal (IML). Na saída do DHPP, o suspeito chegou a ser agredido por pessoas que aguardavam em frente ao local.


Depois de ser encaminhado ao IML, o suspeito deve aguardar no DHPP uma audiência de custódia virtual, prevista para esta quarta-feira (6). A partir de então, o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) vai decidir se Maurício vai responder pelos crimes em liberdade, ou se vai ser encaminhado ao Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima.

Buscas

Foram mais de 28 horas de buscas pelo corpo de Dione. Os trabalhos começaram na tarde do domingo (3), quando o Corpo de Bombeiros foi acionado sobre a ocorrência. A procura se estendeu na segunda, o dia todo, e por volta das 11h15 desta terça, o corpo foi encontrado, e, posteriormente, identificado por familiares e amigos da vítima. Segundo a equipe de buscas, o corpo estava boiando a cerca de cinco quilômetros de distância do local de onde teriam sido iniciadas as buscas, e, quando foi localizado, estava bastante inchado e virado de bruços. Na operação desta terça, segundo o tenente Werben Monteiro, 14 bombeiros foram acionados, e dois barcos e um helicóptero foram utilizados nas buscas.  


Depois de encontrado, os bombeiros prenderam o corpo, na espera da chegada do Instituto de Criminalística (IC), Instituto de Medicina Legal (IML) e da Força Tarefa, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). De acordo com a Polícia Civil de Pernambuco, embora em avançado estado de decomposição, familiares e amigos da vítima reconheceram o corpo. "O corpo foi encaminhado para o IML e a PCPE aguarda o resultado do laudo pericial", disse a polícia em nota. No IML, o corpo passará por identificação formal.

Entenda o caso


De acordo com familiares, Dione Gomes da Silva Nascimento foi vista pela última vez às 22h do sábado, quando deixou sua residência para visitar o namorado na casa dele, no bairro da Imbiribeira, Zona Sul do Recife. A filha da vítima, Daiana Gomes, contou que a mãe disse que retornaria cedo no dia seguinte. Desde então, Daiana não teve retorno dos recados deixados no WhatsApp de Dione.  O feminicídio teria sido cometido entre a noite do sábado e a madrugada do domingo.

O companheiro da vítima passou a ser o principal suspeito do crime após um vizinho dele informar à polícia que o homem o procurou, por volta das 2h do domingo, para ajudar a socorrer Dione, que teria machucado a cabeça. Segundo Maurício, ela teria sofrido um acidente vascular cerebral e caído no chão da casa dele.

De acordo com a testemunha, os dois homens colocaram a mulher em um Fiat Punto para levá-la ao hospital. No caminho, o suspeito pediu para que vizinho parasse na Ponte Motocolombó e jogou a mulher no rio. Assustado, o vizinho foi embora sem Maurício e, na manhã seguinte, procurou a polícia acompanhado de um advogado. Dentro do carro foram encontradas manchas de sangue, assim como na casa do suspeito. Na noite de segunda (4), a casa do namorado de Dione passou por uma nova perícia. O resultado ainda não foi divulgado.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Mundo tem recorde de mortes por Covid-19 em 24 horas
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 27/01
AstraZeneca defende eficácia em idosos depois de questionamentos
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 26/01
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco