Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

DESABAMENTO

Prédio desaba no bairro do Janga, em Paulista

Publicado em: 12/12/2020 16:24 | Atualizado em: 12/12/2020 17:21

 (Foto: Sandy James)
Foto: Sandy James
Neste sábado, por volta das 14h, um prédio do tipo caixão desabou no bairro do Janga, em Paulista. Parte da construção cedeu, ocasionando estragos no local. Segundo o Capitão Otávio, do Corpo de Bombeiros, não houve vítimas. 

Durante a semana, alguns moradores do prédio ouviram alguns estalos nos imóveis e acionaram a Defesa Civil de imediato, que orientou o desocupação de todos os moradores do local na noite de ontem. "O local já estava desocupado, com orientação da Defesa Civil. Foi uma ocorrência sem vítimas", disse o bombeiro.

Segundo Rafael Luis, morador da residência ao lado, todos os vizinhos foram pegos de surpresa pois, segundo ele, a Defesa Civil alertou os cuidados aos moradores do imóvel, mas não alertou a vizinhança. Parte do desabamento invadiu o prédio do morador, o deixando revoltado. "A gente não estava sabendo de nenhum estalo, de nada que estava acontecendo, isso nos revoltou", disse o vizinho.

"Normalmente todos os dias tem crianças que brincam no nosso prédio, logo hoje não tinha, graças a Deus, se não, vinham todos a óbitos com o estrago que fez na nossa residência. Na minha opinião esta situação também deveria ser avisada aos vizinhos", destacou Rafael Luis.
 
Para José Paulo, também morador vizinho, ele já vinha observando rachaduras no local. "Eu já tinha observado rachaduras nas paredes, agora eu me pergunto o porquê da Defesa Civil não ter comunicado os vizinhos, achei um absurdo", disse José Paulo, afirmando que a Defesa Civil deixou a desejar, causando uma falta de comunicação. 
 
Segundo os bombeiros, a Defesa Civil estava a caminho para tomar as providências cabíveis. A rua onde o prédio fica localizado segue interditada, chamando atenção de muitos curiosos.
 
Laurindo Venceslau, coordenador da Defesa Civil, afirma que a situação não foi avisada aos moradores vizinhos, pois a avaliação ainda estava sendo acompanhada. "Não houve essa comunicação, pois não havia, a priori, o risco de desabamento de imediato. Ainda estávamos acompanhando o caso", disse Laurindo.

"Agora nós vamos fazer novas avaliações e vamos ver os riscos, e a possibilidade de haver um novo colapso do resto da estrutura. Enquanto isto, os moradores do prédio dos apartamentos que não sofreram desabamento, terão que se retirar e voltar na segunda-feira para podermos analisar a situação", finalizou o coordenador da Defesa Civil. 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevistas com Marília Arraes, Marcella Salazar e Aurimar Borges Jr
Presidente da Argentina faz ataques xenofóbicos ao Brasil
Manhã na Clube: entrevistas com Tadeu Alencar e Túlio Rangel
Inflação tem maior alta para maio em 25 anos
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco