Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Fraude

Apreensão de notas falsas supera registro do ano passado, e PF dá dicas de como não ser vítima de fraude

Publicado em: 25/12/2020 08:30 | Atualizado em: 25/12/2020 21:40

 (Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação
A Polícia Federal em Pernambuco divulgou alerta sobre a circulação de notas falsas neste fim de ano, além de dicas para evitar cair neste tipo de golpe. As precauções foram emitidas juntamente com o balanço das seis operações contra esse crime em 2020. Oito pessoas suspeitas de falsificação de dinheiro foram presas no estado e as apreensões somaram R$ 16,4 mil, montante que supera os registros feitos no ano passado, quando a polícia realizou cinco apreensões - R$ 13,1 mil ao todo - e prendeu sete pessoas. 

Segundo a Polícia Federal, uma das táticas mais praticadas para fraudes é utilizar notas falsas de valores altos para comprar itens baratos, em busca de um troco de valor elevado. "Uma outra estratégia dos falsários é se aproveitar de que o comércio está superaquecido e as lojas lotadas para repassar as notas falsas. E, nessa situação, para não perder de atender um maior número de clientes, o vendedor ou lojista acaba não prestando atenção e verificando se a cédula é verdadeira ou falsa", alerta a PF em nota.

Ainda de acordo com a Federal, uma apreensão de R$ 10 mil aconteceu no dia 21 de novembro deste ano, quando um suspeito foi retirar uma encomenda postal vinda de São Paulo, na agência dos correios do Bongi, na Zona Oeste do Recife. "Dentro da caixa havia 95 cédulas de R$ 100 e 10 cédulas de R$ 50, totalizando um valor de R$ 10 mil reais em notas falsas".

As notas de R$ 200 recém chegadas ao mercado não saíram ilesas. "A primeira apreensão em Pernambuco da nova cédula de R$ 200 foi feita  por policiais militares do 2º BPM, em outubro, ao realizar rondas de rotina na cidade de Carpina. Foi detida uma suspeita com 10 cédulas de 200, totalizando R$ 2 mil. No momento da apreensão, a mulher fazia compras em uma equipadora de veículos. 

 (Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação

O artigo 289 do Código Penal determina que a falsificação é crime, com pena prevista de três a 12 anos de prisão. Quem tentar colocar uma cédula falsa em circulação depois de tomar conhecimento de sua falsidade, mesmo que a tenha recebido de boa-fé, pode ser condenado a uma pena de seis meses a dois anos de detenção.

Registros de apreensões nos três últimos anos:

2018: quatro apreensões significativas;
R$ 33.500 mil e seis presos

2019: Cinco apreensões significativas;
R$ 13.100 mil e sete presos;

2020: Seis apreensões significativas;
R$ 16.400 mil e oito presos;

Dicas de segurança para evitar o recebimento de notas falsas: 

1. Conheça bem a nota verdadeira:
Geralmente pessoas que lidam diariamente com dinheiro, como os caixas de banco e comerciantes, sabem facilmente identificar uma nota falsa - experiência que faz com que eles identifiquem notas falsas com mais facilidade.

2.Não tenha pressa no atendimento:
Geralmente essas notas são passadas em locais de grande concentração de pessoas, feiras, lojas, supermercados, comércio ambulante, e muitas vezes a pressa do comerciante para atender um maior número de clientes faz com que ele não tome o devido cuidado em verificar a nota que está recebendo.

3-Verifique se as numerações das notas não são iguais:
Ao receber duas notas de igual valor verifique se as numerações não são iguais, os falsários não costumam fazer notas falsas com numeração diferente porque isso acarreta em custos com impressão por ter que mudar a matriz da impressão.

4. Observe a textura da nota:
Outra cautela que pode ser tomada é reparar na textura do papel das notas que estão sendo recebidas, as notas falsas tendem a ser lisas, enquanto as notas verdadeiras são ásperas e possuem um alto relevo e saliência nos itens de segurança que pode ser percebido pelo tato. Sinta com os dedos o papel e a impressão.

5. Observe a impressão da nota:
Nas cédulas legítimas, as tonalidades de cores são firmes – as notas falsas têm cores com pouca nitidez e costumam haver borramento das cores.

6. Verifique a marca d´água colocando a nota contra a luz:

7. No caso de dúvida, Compare a nota suspeita com uma nota verdadeira.

8. Baixe o app grátis “dinheiro brasileiro”:
O aplicativo que foi desenvolvido pelo Banco Central não analisa a autenticidade da cédula, apenas ajuda a identificar, conhecer e onde se encontram os itens de segurança, tais como: fio de segurança, quebra-cabeça, microimpressões, marca d’agua, número escondido e que muda de cor, alto relevo, elementos fluorescentes.

Como agir caso receba uma cédula suspeita?
Dentro de uma agência bancária e durante o expediente, procure o gerente da agência para pedir providências de pronta substituição. Se não obtiver solução satisfatória com o gerente do banco, o cidadão pode procurar a delegacia policial mais próxima para registrar uma possível ocorrência. 

Numa transação do dia a dia:
Se você desconfiar da autenticidade de uma nota após observar os elementos de segurança ou comparar com outra cédula legítima, você pode recusá-la. É importante sempre procurar a delegacia policial mais próxima para registrar uma possível ocorrência e recomendar ao dono do exemplar suspeito que procure uma agência bancária para encaminhamento da nota para ser analisada pelo Banco Central.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Enem em plena pandemia vira desafio em dobro para estudantes
Enem para todos com o Fernandinho Beltrão #369 #370 Isolamento geografico, reprodutivo e genético
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 15/01
Amazonas anuncia toque de recolher
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco