Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Ciência

Espaço Ciência promove Semana Mundial do Espaço com dois eventos astronômicos

Publicado em: 06/10/2020 11:37 | Atualizado em: 06/10/2020 11:50

 (Foto: AFP)
Foto: AFP
Até o próximo domingo (10), o Espaço Ciência promove a Semana Mundial do Espaço. Com atividades remotas, o Museu se une a instituições em cerca de 90 países. Em suas redes sociais e site, diversas atividades convidam a refletir sobre o tema instituído internacionalmente: Os satélites melhoram a vida. Dois fenômenos astronômicos coincidem com o evento: Marte no ponto mais próximo da Terra e a Chuva de Meteoros Táuridas do Sul.

Marte alcança o perigeu nesta terça (06). Significa que estará no ponto mais próximo da Terra e oferecerá uma boa oportunidade para observação. Essas aproximações ocorrem em ciclos de 15 e 17 anos. Ou seja, outra oportunidade como essas só ocorrerá em 2035 ou 2037.

Ele estará visível a partir de 18 horas. Mas é na madrugada, um pouco mais das 3h, que ele atinge a sua maior aproximação em relação ao centro da Terra: 62.711.427 quilômetros. Para observá-lo, basta olhar na direção leste e, se as condições meteorológicas e a poluição luminosa permitirem, contemplar o planeta vermelho. Aqueles que conseguirem registrar o momento, podem enviar as imagens para o e-mail comunicacaoec@gmail.com.

A Semana Mundial do Espaço foi instituída pela Organização das Nações Unidas para assinalar as contribuições da ciência e tecnologia espaciais para a melhoria da condição humana. O tema escolhido para 2020 convida a conhecer melhor os satélites artificiais e suas contribuições: das comunicações à monitorização ambiental, transportes, ciência ou medicina por exemplo. Curiosidades, vídeos com propostas de experimentos, além de outras atividades estarão disponíveis no site e redes sociais do Espaço Ciência.

Para fechar a programação, o Espaço Ciência desafia a observar, e fotografar, outro fenômeno astronômico: a Chuva de Meteoros Táuridas do Sul. Todos os anos, entre os dias 01 de outubro e 25 de novembro, a Terra passa por uma esteira de detritos deixada pelo cometa 2P/ Encke, que dá origem a esta chuva de meteoros. Este ano, o máximo da Táuridas do Sul ocorre no dia 10 de outubro, com uma taxa de 5 meteoros por hora, na constelação de Touro.

Significa que na madrugada do sábado para o domingo, na mesma direção da Lua minguante, ao Leste, será possível observar o que a gente costuma chamar de estrelas cadentes. Apesar de ser considerada uma chuva intermediária ou fraca , a chuva Táuridas ou Taurídeas é famosa por produzir bolas de fogo e meteoros brilhantes de cor laranja, vermelho e amarelo.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Rhaldney Santos entrevista Thiago Santos (UP)
Aprenda a treinar a mente com exercícios que previnem doenças e turbinam os neurônios
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #Protocordados
Rhaldney Santos entrevista Dra Roseana Diniz
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco