Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Retomada

Barraqueiros e ambulantes voltam às praias de Pernambuco seguindo regras sanitárias

Publicado em: 31/08/2020 12:16 | Atualizado em: 31/08/2020 12:56

 (Foto: Peu Ricardo/DP.)
Foto: Peu Ricardo/DP.

O comércio na faixa de areia das praias está liberado a partir desta segunda-feira (31) em todo o estado de Pernambuco. Barraqueiros e ambulantes devem atender aos protocolos de prevenção à Covid-19, definidos pelo Governo do Estado. A categoria já vinha reivindicando o retorno das atividades, que foi adiantado para esta 8° etapa do Plano de Reabertura das Atividades Econômicas.

Há 30 anos trabalhando na praia de Boa Viagem, Luiz Carlos Dias, de 59 anos, passou mais de seis meses afastado da barraca montada no segundo jardim. A renda fixa das vendas de bebidas foi substituída pelo auxílio emergencial. Foi com esse valor que o vendedor conseguiu investir na compra de materiais de limpeza e higiene para cumprir as novas recomendações sanitárias.

"A gente já mantinha a limpeza na barraca e nas cadeiras, mas agora reforçamos. Passo água sanitária diluída nas garrafas e latas. Limpo mesas e cadeiras antes e depois que o cliente usa. Além disso, ficamos todo o tempo de máscara", conta. Ansioso para voltar ao trabalho, Luiz Carlos montou a barraca às 6h. "Hoje começa uma nova fase. Precisamos nos adaptar a esses costumes", diz.

Os vendedores ambulantes também precisaram se adaptar. Há 15 anos vendendo chapéus na faixa de areia, Marilene Martins, 62, sai às 5h do bairro de Cavaleiro, em Jaboatão dos Guararapes, para o bairro de Boa Viagem. Além do protetor solar, a vendedora também não dispensa o álcool em gel para higienizar as mãos e oferecer aos clientes. "Esse retorno já foi um avanço. Já podíamos ter voltado antes. As vendas estão poucas, mas devem melhorar com o aumento do movimento", diz.

 (Foto: Peu Ricardo/DP.)
Foto: Peu Ricardo/DP.

Com a proximidade do verão, José Genival, 28, que trabalha na barraca do tio, tem expectativa para que o movimento aumente. "Quem trabalha na praia sabe que são sete meses de sol e e quatro meses de movimento baixo. No inverno já é mais parado e com a pandemia, sem poder montar cadeira na aria, a gente ficou prejudicado. Eu tinha algum dinheiro guardado já para essa época e também recebi o auxílio. A parir de agora, o movimento deve aumentar. Todo mundo está com saudade da praia", comenta.

É o caso da dona de casa Maria do Bom Parto, 49, que chegou à praia de Boa Viagem no início da manhã desta segunda. "Eu já estava sofrendo com a falta de uma área de lazer. Pernambucano não se acostuma a ficar sem praia, sem sentar na cadeira em frente ao mar. Para quem sofre de depressão é uma tortura ficar trancada em casa. Saio tomando todos os cuidados e volto bem melhor", diz.

Com o retorno das barracas que oferecem mais estrutura para os banhistas, a tendência é de que o movimento aumente nas praias do Grande Recife. "Nesse último fim de semana já tivemos um movimento maior nas praias. Então fazemos um apelo para que a população siga as recomendações sanitárias ao frequentar as praias. Usem máscara e mantenham o distanciamento. A gente precisa do envolvimento da população para garantir essa prevenção", comenta a secretária de Turismo, Esporte e Lazer do Recife, Ana Paula Vilaça.

De acordo com o plano de reabertura, ainda está proibida a realização de eventos públicos como shows e apresentações que possam gerar aglomeração de pessoas nas praias. Todos os frequentadores devem respeitar o distanciamento mínimo de 1,5m entre as pessoas de boxes diferentes.

 (Foto: Peu Ricardo/DP.)
Foto: Peu Ricardo/DP.

A fiscalização para garantir o cumprimento das regras sanitárias é de responsabilidade de cada município, que deve orientar os permissionários das prefeituras que fazem parte do comércio de praia. Nesta segunda, equipes da Diretoria Executiva de Controle Urbano do Recife, Autarquia de Trânsito e Transporte, Guarda Municipal, Procon Recife, Vigilância Sanitária, Brigada Ambiental, e Polícia Militar fiscalizaram as praias do Pina, Boa Viagem e Brasília Teimosa.

"O objetivo da ação integrada é fiscalizar, primeiramente de forma educativa, nesse retorno dos ambulantes, para garantir o cumprimento das regras e não permitir aglomeração. A fiscalização será durante a semana e deve ocorrer no próximo fim de semana também, além do feriado da Independência", comentou o comandante da Guarda Municipal do Recife (GMR) Marcílio Domingos.

Protocolos de convivência
Entre as principais recomendações estão o fornecimento de álcool a 70%, distanciamento de quatro metros entre os guarda-sóis, apenas quatro cadeiras por mesa e permanência de, no máximo, 10 pessoas de um mesmo grupo nas mesas.

A higiene também deve ser reforçada. Todos os funcionários, prestadores de serviço e clientes, deverão utilizar máscaras durante a permanência na praia e no calçadão. Só poderão acessar o serviço os clientes que estiverem usando o acessório, que só pode ser retirado para se alimentar ou ingerir líquidos.

As cadeiras, mesas, guarda-sóis e bandejas devem ser desinfectados à base de cloro, álcool, fenóis, quaternário de amônia, álcool a 70% líquido. Os cardápios devem estar plastificados ou impressos em material que possibilite a higienização após cada novo atendimento.

Caso a barraca ofereça temperos como sal e pimenta, e itens como palitos de dente e adoçantes, o vendedor deve priorizar o formato de sachês individuais. Já talheres, pratos, copos e utensílios devidamente higienizados e preferencialmente em embalagens individuais ou descartáveis.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #164 Atrópodos: a importância da quitina
Pernambuco investe R$ 47,2 milhões na agricultura familiar
Rhaldney Santos entrevista o ortopedista Leonardo Silveira
Rhaldney Santos entrevista o candidato à prefeitura do Recife Coronel Feitosa (PSC)
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco