Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Recorte

Boa Viagem, Torre, Graças e Espinheiro lideram número de casos de Covid-19

Publicado em: 10/04/2020 00:37 | Atualizado em: 10/04/2020 00:51

 (Transmissão em Boa Viagem está acelerada. Foto: Leandro de Santana)
Transmissão em Boa Viagem está acelerada. Foto: Leandro de Santana
No Recife, cidade com maior número de casos confirmados para Covid-19 em Pernambuco, os bairros com mais pacientes com o novo coronavírus são Boa Viagem, Torre, Graças e Espinheiro. As informações foram detalhadas no Boletim Oficial da capital pernambucana desta quinta-feira (9). Dos 254 casos confirmados no Recife, Boa Viagem concentra 47, o que representa 18% do total de positivos na capital pernambucana. Na sequência, aparece o bairro da Torre com 16 casos confirmados, Espinheiro e Graças, cada um 10 casos positivos para o novo coronavírus. 

Em relação ao sexo, 55,5% dos casos confirmados são sexo feminino e 44,5% do masculino. Já em relação à faixa etária, 93 dos positivos para o novo coronavírus, ou seja, um pouco mais de um terço, têm idades entre 40 e 59 anos. Destaca-se também a faixa etária de 20 a 39 anos, que contabilizam 83 casos confirmados para a Covid-19.

Vale ressaltar aqui que 70% dos pacientes graves do Recife, ou seja, que precisaram de internação, estão na faixa etária economicamente ativa, entre 20 e 59 anos, colocando por terra o argumento de que apenas os idosos precisariam de cuidados especiais. 

Em 26 de fevereiro de 2020, foi notificado o primeiro caso suspeito do Recife. Desde então, o município confirmou os primeiros casos importados de COVID-19 em 12 de março, o primeiro de transmissão local em 14 de março e de transmissão comunitária em 17 de março de 2020. Até a fase de transmissão local, todos os casos suspeitos, de acordo com as definições de caso do Ministério da Saúde, eram notificados através da Plataforma do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde de Pernambuco (Cievs PE) e monitorados pelo município. 

Após, o estabelecimento da transmissão comunitária no Recife, quando não foi possível identificar a origem da contaminação, o monitoramento de casos da COVID-19 passou a ser incorporado à vigilância sentinela da síndrome gripal (SG) e à vigilância universal da síndrome respiratória aguda grave (SRAG), conforme orientação do Ministério da Saúde. O objetivo principal dessas vigilâncias é identificar os vírus respiratórios circulantes, além de permitir o acompanhamento dos casos graves, a fim de evitar a evolução para o óbito.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Covid-19 põe indígenas amazônicos em grande risco
Covid-19: Taxa de isolamento social no Recife cai para 45%
05/06: Manhã na Clube com Rhaldney Santos
Manifestações por morte de garoto, Weintraub presta depoimento na PF e inquérito de facada arquivado
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco