Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Isolamento

Pró-Criança suspende atividades até o dia 15 de abril

Publicado em: 30/03/2020 08:42

 (Foto: Lucas Dias/Divulgação.)
Foto: Lucas Dias/Divulgação.
O Movimento Pró-Criança, entidade sem fins lucrativos ligada à Arquidiocese de Olinda e Recife, manterá a suspensão das atividades até o dia 15 de abril. A previsão inicial era de que a instituição retornasse ao seu funcionamento normal na próxima quinta, dia 1º.

A prorrogação do adiamento das aulas e o cancelamento de reuniões e outros encontros tem o objetivo de preservar os educandos, funcionários e voluntários da covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus.

De acordo com os últimos dados da Secretaria Estadual de Saúde, mais de 70 pacientes em Pernambuco testaram positivo para a covid-19 e pelo menos cinco pessoas morreram por complicações da doença.

Os números podem ser ainda maiores, visto que ainda há casos subnotificados e, portanto, por recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS), o isolamento social é a melhor maneira de combater o avanço do vírus.

A interrupção do funcionamento do Pró-Criança afeta cerca de 1.380 beneficiários atendidos em duas unidades no Recife (Coelhos e Recife Antigo) e uma em Jaboatão dos Guararapes (Piedade). A expectativa é de que as atividades sejam retomadas na segunda quinzena de abril, a depender do quadro de proliferação do vírus no Estado.

Cestas básicas
Com a extensão do adiamento das atividades, o Pró-Criança vai ampliar a ação de entrega de cestas básicas às famílias mais carentes que tenham membros matriculados na instituição. Serão cerca de mil de kits com gênero alimentícios entregues nas três unidades da instituição nas próximas duas semanas.

A iniciativa leva em conta a necessidade de manter o atendimento básico aos que mais precisam e que muitas vezes só têm acesso à refeição nas unidades da ONG. Para esses beneficiários serão doados feijão, macarrão, arroz, fuba, açúcar, soja, leite em pó, margarina, sardinha, bolacha e biscoito.

“Na Unidade Coelhos, onde temos o maior número de beneficiários, além dos alimentos entregaremos um kit pedagógico com lápis, caderno, livro, lápis de cor e outros materiais escolares. Com o apoio do Grupo Raymundo da Fonte, também distribuiremos um kit de higiene pessoal para nossos [UTF-8?]alunos”, explica o vice-presidente do Pró-Criança, Paulo Barbosa.

A entrega das cestas e dos kits será feita uma vez por semana para as famílias que atenderem critérios socioeconômicos que serão avaliados pelos assistentes sociais e psicólogos do Pró-Criança. Os contemplados com a ação serão informados via telefone. Após o contato, a retirada dos alimentos deverá ser feita por um responsável do aluno no setor psicossocial da unidade na qual estuda.   
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Erupção de vulcão na ilha de Java deixou 34 mortos
Manhã na Clube: entrevistas com Teresa Leitão (PT/PE), Almir Mattias e Renata Berenguer
Laboratório anuncia teste para diferenciar o coronavírus da gripe A e B
Manhã na Clube: entrevistas com Alberto Feitosa (PSC), Márcia Horowitz e Andreia Rodrigues
Grupo Diario de Pernambuco