Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

#RUMOAOS200ANOS

Diario lança projeto gráfico e editorial Rumo aos 200 anos

Publicado em: 15/02/2020 11:12 | Atualizado em: 15/02/2020 12:20

 
O Diario de Pernambuco lança hoje o projeto Rumo aos 200 anos, ponto de partida para a celebração de seu bicentenário em 7 de novembro do 2025. O Diario é o jornal que primeiro pode alcançar esta marca no Brasil e na América Latina. Para marcar o lançamento, o Diario circula a partir de hoje com um projeto gráfico e editorial renovado, tornando a leitura mais confortável, facilitando a compreensão do texto e investindo na relevância e credibilidade do noticiário. Terá novas colunas, reportagens especiais e ênfase em jornalismo local - a cobertura de assuntos da capital e todo o estado.
 
 As mudanças marcam o recomeço da trajetória histórica do jornal, que desde setembro de 2019 foi adquirido pelo grupo presidido pelo advogado Carlos Frederico Vital. “O Diario de Pernambuco é um patrimônio imaterial não só do nosso estado, como também de todo o país. Onde quer que você chegue e cite o nome do jornal há uma admiração e respeito pela sua história. O que nos enche de orgulho, porém multiplica a responsabilidade em manter esse protagonismo permanentemente”, diz Vital.
 
“Enxergamos na modernidade um aliado sem esquecer a força da tradição que carregamos, até porque o nome Diario de Pernambuco é um símbolo da busca pela proeminência do bom jornalismo. Estamos investindo e focados nessa direção. Temos o desafio de escrever novos e importantes capítulos nesse caminho do Diario rumo ao seu bicentenário”, completa.
 
Um Comitê do Bicentenário, que terá representantes do jornal e da sociedade civil, tratará de propor reportagens, projetos e ações a partir desde ano para marcar a data. Um ano especial para Recife e Pernambuco. 2020 marca os 120 anos do nascimento de Gilberto Freyre, que dirigiu o jornal. É também o ano do centenário de João Cabral de Melo Neto e de Clarice Lispector, que viveu no Recife, e os 90 anos de Celso Furtado, o criador da Sudene. Todos eles têm passagens marcantes nas páginas no Diario. “Imagine o que o público pode conhecer destes personagens tão importantes como uso do Acervo do Diario de Pernambuco”, diz o jornalista Roberto Gazzi.  
 
A base do projeto e da reformulação é um trabalho de consultoria realizado por Gazzi, jornalista com passagens por O Estado de S. Paulo, onde foi editor-chefe e diretor de Desenvolvimento Editorial, e Folha de S. Paulo. Atua hoje como consultor de empresas de mídia, após ter sido diretor executivo do jornal Correio da Bahia. “O Diario é um patrimônio do Recife, de Pernambuco e do Brasil e tem de ser apoiado em sua luta para chegar ao bicentenário”, diz.
 
Além das mudanças editorial e gráfica, a consultoria que fez para o Diario também reorganizou a estrutura da Redação, com remanejamento de profissionais e implantação de um novo modelo de operação. “Estas mudanças são importantes para reposicionar a marca neste momento tão desafiador para o jornalismo tradicional”, diz Gazzi. Com o avanço da era digital, em todo o mundo os jornais enfrentam dificuldades e desafios para adaptar-se aos novos tempos.
 
Ao mesmo tempo, os veículos demonstram resiliência e capacidade de adaptação, frustrando profecias que prognosticavam o fim deles.
Estudos de diferentes instituições têm constatado o valor da leitura em papel, mostrando que os seus leitores retêm e compreendem mais o que leem. Além disso, os jornais hoje são barreiras contra as fake news - neles as informações passam por uma série de crivos e avaliações antes de serem publicadas, o que dá credibilidade ao seu noticiário.
 
A força e a resistência do impresso são complementadas com a versão do jornal na internet, atingindo um público maior e mais diversificado. Em vez de antagonistas, o impresso e o digital são complementares - e este raciocínio permeia o projeto Rumo aos 200 anos.
 
O Diario tem números de liderança regional em suas redes sociais (com 3,3 milhões de seguidores e de 62 milhões de visualizações no seu canal do YouTube ). Já o site possui 8 milhões de visitantes únicos por mês. E a ideia é ampliar a liderança. Leveza e profundidade, agilidade e análise, tradição e transformação - estes são os ingredientes do processo no qual o Diario pretende basear-se rumo ao bicentenário (#rumoaos200anos).
 
Novidades gráficas e de conteúdo local
 
 (Foto: Paulo Paiva/DP FOTO)
Foto: Paulo Paiva/DP FOTO
 
O Diario traz a partir de hoje novidades gráficas e de conteúdo. As mudanças buscam adequar o jornal às transformações velozes da era digital, mas preservando os valores construídos ao longo de 194 anos e preparando-o para o caminho rumo aos 200 anos. As novidades se estendem a seus produtos digitais e ao Aqui PE.
 
O projeto gráfico passou por uma mudança: aposta no moderno e resgata em sua nova marca a memória gráfica do Diario. “Um projeto gráfico é sempre o espelho do projeto editorial de qualquer veículo”, diz Jaíne Cintra, editora de Arte e Multimídia do Diario e autora do projeto. “Para o Diario, retomamos uma linguagem mais confortável para o usuário. O comportamento de composição modular permite que a notícia receba não só o acabamento clássico de texto e imagem, mas também outras formas de passar a informação: pela imagem em si, pelos infográficos e por drops textuais que ajudam a leitura em vários ritmos”, conta Jaíne.
 
Jaíne explica outra mudança: “Alteramos a logomarca do Diario, feita há 12 anos. Esta é a 16ª mudança de marca nesses 194 anos. Após levantamento no Acervo, decidimos dar às palavras ‘Diario’ e ‘Pernambuco’ o mesmo peso tipográfico, para celebrar uma das soluções que permaneceu por mais tempo e também para apresentar uma leitura mais clara e refinada.”
 
Já o Aqui PE, redesenhado por Jaíne e Zianne Torres, editora assistente de Arte, recebe sua primeira reformulação desde o nascimento. Continua tendo o princípio de ter um visual e linguagem mais populares, mas ganha um design mais adequado ao formato da edição. “Resolvemos sofisticar visualmente o produto. Há recursos na concepção gráfica que agregam mais leitores pelo viés do bom gosto e do cuidado da edição”, conta Jaíne.
 
Para o jornalista Roberto Gazzi, que atuou junto com Jaíne neste projeto, as mudanças adequam os dois jornais aos novos tempos, sem que percam suas características. “Jornal é hábito, por isso as mudanças são sutis, mas marcantes”, diz Gazzi.
 
Não é só a “embalagem” que ganhou uma nova cara, o conteúdo local foi reforçado com novas colunas semanais. A página de Opinião volta a ter espaço para seus leitores.
 
O jornalista Fred Figueiroa volta a escrever nas edições de fim de semana sobre o futebol, além de fatos relacionados ao esporte em geral.
 
Na seção de Economia, a jornalista Rochelli Dantas assina uma coluna sobre negócios. “São colunas que têm a assinatura de jornalistas de referência em suas respectivas áreas. Essas novidades ajudam a atrair leitores que já acompanham o trabalho de Fred e Rochelli. Desta forma, contemplamos e reforçamos as notícias que ocorrem em Pernambuco, mais do que nunca o carro-chefe da linha editorial”, destaca Kauê Diniz, diretor de Redação do Diario.
 
Outra mudança, que atende ao pedido de inúmeros leitores, é a volta da denominação Vida Urbana para a seção que retrata o dia a dia dos cidadãos. Há cinco anos, o espaço estava sob o nome de Local, mas a tradição de Vida Urbana foi resgatada nesse processo de fortalecimento do Diario rumo ao seu bicentenário. Já a marca Superesportes dá lugar a Esportes DP. O Diarinho passa a circular em edições especiais.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Soldado russo condenado à prisão perpétua por matar civil na Ucrânia
Manhã na Clube: entrevista com o Deputado Federal Carlos Veras (PT)
Última Volta: GP da Espanha 2022 de F1
Antiproibicionismo: Marcha da Maconha por uma nova política de drogas
Grupo Diario de Pernambuco