Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Local

Saúde

Campanha contra arboviroses começa em todo o estado e será intensificada no Sertão

Publicado em: 14/02/2020 13:28 | Atualizado em: 14/02/2020 13:59

 (Foto: Miva Filho/SES.)
Foto: Miva Filho/SES.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) irá investir R$ 8,8 milhões nas ações de controle e combate às arboviroses ao longo de 2020. As áreas que receberão reforços são os municípios de Petrolina, Afogados e Ouricuri, no Sertão, que concentram o maior número de casos notificados de dengue, chikungunya e zika. De acordo com a SES, neste início de ano, os casos estão bem abaixo do registrado no mesmo período de 2019 (redução de 45% nas notificações de dengue, 46% de chikungunya e 57% de zika). Mesmo assim, após o período de epidemia registrado nos anos de 2015 e 2016 e diante da alta de adoecimento registrada no ano passado, o orçamento da campanha para evitar as arboviroses teve aumento de 26% para intensificar a vigilância.

Até o dia 8 de fevereiro foram registrados seis mortes possivelmente provocadas por arboviroses em Pernambuco. Nenhuma foi confirmada. Entre os dias 29 de dezembro de 2019 e 8 de fevereiro de 2020, foram notificados 1.341 casos de dengue. Desses, 178 foram confirmados. A SES ainda registrou 237 notificações de chikungunya, com 15 confirmações e 91 casos notificados de zika e nenhum confirmado. 

"O governo do estado está fazendo um esforço ainda maior do que em 2019. A campanha desse ano traz como foco, além da qualificação dos agentes de endemias, a distribuição de smartphones para que as visitas domiciliares sejam qualificadas, como perspectiva de um novo método, chamado Wolbachia, que é a introdução de uma bactéria no mosquito para que a gente tenha o controle da população de mosquitos. Além disso, vamos intensificar as ações no Sertão, que é onde está com o maior número de casos notificados nas 8°, 9° e 10° Geres, em Petrolina, Afogados e Ouricuri", comentou o secretário estadual de Saúde, André Longo.

Ainda este ano deve começar o projeto do Método Wolbachia, que será realizado através de uma parceria entre Ministério da Saúde, Fiocruz e a Prefeitura de Petrolina. Desenvolvido pelo World Mosquito Program (WMP), o método introduz a bactéria Wolbachia dentro dos ovos de Aedes aegypti. A Wolbachia é uma bactéria presente em mais de 60% dos insetos no mundo e o método é feito em laboratório. Com esse tipo de bactéria, é possível reduzir a transmissão da dengue, chikungunya e zika pelos mosquitos infectados.

Um levantamento está sendo realizado nos bairros de Petrolina para avaliar a quantidade de mosquitos que serão necessários para dispersar na natureza. A iniciativa terá participação da população através de um grupo comunitário. De acordo com a SES, os mosquitos são criados em uma biofábrica, que possui características de umidade e temperatura similares a que os mosquitos encontram no ambiente externo. Uma área da VIII Gerência Estadual de Saúde (Geres), em Petrolina, será reformada e posteriormente receberá ovos com Wolbachia enviados pela Fiocruz do estado do Rio de Janeiro. Na localidade será criada a colônia para liberação semanal de mosquitos e  monitoramento do projeto.

"Vamos intensificar a questão do diagnóstico ambiental com a campanha do e-visita, através dos agentes de endemias, e teremos um diagnóstico em tempo real do risco ambiental. Então, toda a situação de como está a infestação do Aedes aegypti antecipando a ocorrência de dengue, chikungunya e zika", comenta a gerente do Programa de Controle das Arboviroses da SES, Claudenice Pontes.

Ao longo do ano, os agentes comunitários de endemias (ACE), coordenadores, supervisores e técnicos dos municípios receberão smartphones com acesso ao aplicativo e-visita. Através dele, os profissionais podem acompanhar as informações da área e informar as casas visitadas e quais recusaram ou estavam fechadas; os focos positivos para o Aedes aegypti, quantos foram tratados, entre outros dados. Antes da entrega dos smartphones, os agentes de endemias e gestores municipais foram treinados para utilizar a tecnologia. No período de preparação também foi preciso fazer o cadastro de todos os domicílios dos municípios.

Até o momento, já foram entregues 1.423 smartphones para profissionais de 92 municípios das seguintes Geres: IV (Caruaru), VI (Arcoverde), VII (Salgueiro), VIII (Petrolina), IX (Ouricuri), X (Afogados da Ingazeira) e XI (Serra Talhada). Os profissionais da V (Garanhuns) e XII Geres (Goiana) já foram capacitados para uso da ferramenta e a entrega dos aparelhos será feita em breve. A expectativa é que em março já seja feita a entrega para a XII Geres. Ainda neste ano, serão capacitadas as equipes da I (Recife), II (Limoeiro) e III (Palmares) Geres. Com mais essas localidades, somarão mais de 4 mil smartphones entregues.

Pernambuco já tem descentralizado para todas as 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres) a sorologia para confirmação dos casos de dengue e chikungunya. Já a técnica PCR é realizada pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-PE), localizado no Recife, para as três arboviroses, além da sorologia de zika.

Para 2020, o objetivo é implantar no Lacen-PE o diagnóstico de febre amarela por biologia molecular em soro e vísceras. Também está sendo montado o fluxo para recebimento de amostras de mosquitos silvestres e Culex para averiguar a possível circulação de febre amarela. Esses insetos serão coletados em áreas das I, III e V Geres. O Lacen-PE também irá capacitar profissionais de laboratório dos municípios com mais de 100 mil habitantes para que eles possam realizar a sorologia para dengue e chikungunya. Atualmente, Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Cabo e Camaragibe já fazem esse exame laboratorial.

Números

Dados da SES do período de 29 de dezembro de 2019 a 8 de fevereiro de 2020.

Entre 6 a 10 de janeiro, 45 municípios estavam em situação de risco e 84 em alerta.

Mortes suspeitas por arboviroses: 6

Dengue:
Notificados: 1.341
Confirmados: 178
Descartados: 241

Chikungunya:
Notificados: 237
Confirmados: 15
Descartados: 90

zica:
Notificados: 91
Confirmados: -
Descartados: 73
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Almir Rouche, um guerreiro da folia
O Galo da Madrugada conectando gerações
O passo a passo do Galo da Madrugada 2020
Literatura pernambucana na sala de aula
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco