Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Local

Itapuama

Praia do Cabo de Santo Agostinho tem fragmentos de óleo nas rochas e corais

Publicado em: 24/01/2020 17:59 | Atualizado em: 24/01/2020 18:20

Fragmentos de óleo continuam nas rochas da praia.  (Foto: Lu Rocha/Divulgação)
Fragmentos de óleo continuam nas rochas da praia. (Foto: Lu Rocha/Divulgação)
O secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco, José Bertotti, realizou nesta sexta-feira (24), na praia de Itapuama, no Cabo de Santo Agostinho, um vistoria conjunta com a prefeitura local, para avaliar a situação da praia que foi uma das mais atingidas no estado pelo desastre ambiental do petróleo. As manchas de óleo, identificadas em 2019, atingiram 48 praias, oito estuários e 13 municípios pernambucanos.

Durante a vistoria, foi constatada a ocorrência de fragmentos de petróleo nas rochas e nos recifes de coral, além da presença de resíduos do óleo na água. Na avaliação de Bertotti, “apesar das visitas técnicas realizadas desde o dia 10 de janeiro pelo Comitê de Suporte do Plano Nacional de Contingência, do qual participam a Semas-PE, Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), Marinha do Brasil e Ibama, em cinco áreas com fragmentos de óleo no estado, para definição de pontos de encerramento ou término (End Points) de atividades, ainda há necessidade da permanência dos trabalhos de limpeza na praia de Itapuama”, afirmou.

O secretário disse que vai solicitar junto ao governo federal, por meio da equipe do Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA), a conclusão do trabalho de remoção de significativa quantidade de resíduos encontrados nas pedras, que podem contaminar a praia e a fauna marinha. “É necessário um trabalho de remoção minucioso, a ser realizado por uma equipe técnica especializada, cujo serviço deve ser contratado, de acordo com Plano Nacional de Contingência para Incidentes de Poluição por Óleo (PNC) pelo poluidor, ou pelo governo federal, na ausência de identificação do responsável pelo crime ambiental", pontuou.

Em janeiro, três áreas foram vistoriadas em Pernambuco pelas equipes do Comitê de Suporte do Plano Nacional de Contingência, para definição de pontos de término das ações de limpeza, os chamados “EndPoints”. São elas: Praia do Cupe/Ipojuca (no trecho dos recifes de coral), no dia 16; Atapuz, em Goiana, dia 23, e praia do Janga, no município de Paulista, realizada nesta sexta. Todas elas foram consideradas pontos de término, de acordo com o documento Orientações Técnicas: Vistoria de acompanhamento e limpeza do litoral, do Ibama.

Mesmo havendo pontos considerados limpos na maioria das praias de Pernambuco, de acordo com o PNC, a população tem um canal direto com a Marinha do Brasil, através do número 185, para informar sobre novas ocorrências de manchas de óleo na praia, além do aparecimento de fauna oleada.

 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Almir Rouche, um guerreiro da folia
O Galo da Madrugada conectando gerações
O passo a passo do Galo da Madrugada 2020
Literatura pernambucana na sala de aula
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco