Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Diversão

No Pátio de São Pedro: rap, reggae, maracatu e afoxé na Terça Negra

Publicado em: 18/11/2019 12:45 | Atualizado em: 18/11/2019 13:00

 (Crédito: Andréa Rego Barros/PCR/Divulgação)
Crédito: Andréa Rego Barros/PCR/Divulgação

A Terça Negra entra na terceira semana de celebrações ao Mês da Consciência Negra com apresentações que mostram um pouco da diversidade da cultura de raízes africanas. A partir das 19h, no Pátio de São Pedro, sobem ao palco Preto Reggae Band, Cascão QN, Maracatu Baque Mulher e Afoxé Omim Sabá. O evento é aberto ao público e gratuito.

Realizado pelo Movimento Negro Unificado (MNU) - com apoio da Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Cultura, da Fundação de Cultura Cidade do Recife -, a programação da Terça Negra se estende durante todas as terças-feiras deste mês. O ano 2019 também marca as duas décadas de vida do evento.

Cascão QN é cria do bairro da Várzea e mostra suas rimas e batidas pela primeira vez na Terça Negra. A Preto Reggae Band mistura canções autorais e versões nacionais e internacionais de outros artistas do reggae. O Baque Mulher surgiu a partir de projeto social dedicado a mulheres periféricas do Recife. Sob o comando do batuque está Joana Cavalcante, única mulher mestra de maracatu. Vindo do bairro do Cordeiro, o Afoxé Omim Sabá celebra a orixá Iemanjá.

TERÇA NEGRA

Realizado pelo Movimento Negro Unificado (MNU) - com apoio da Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Cultura, da Fundação de Cultura Cidade do Recife -, a programação da Terça Negra se estende durante todas as terças de novembro. Além da celebração do Mês da Consciência Negra, as apresentações marcam os 20 anos do projeto.

"A gente costuma dizer que a Terça Negra é um projeto político, cultural e religioso, por meio do qual os diversos grupos contam sempre com local para se apresentar e se expressar", comenta o coordenador Demir da Hora. Além disso, também destaca a importância do mês da Consciência Negra: "Ela mantém viva as raízes dos negros escravizados da África, que chegaram ao Brasil trazendo sua cultura".

Serviço 

Terça Negra - Mês da Consciência Negra

Dia 19 de novembro, a partir das 19h

Atrações: Preto Reggae Band, Cascão QN, Maracatu Baque Mulher, Afoxé Omim Sabá

Local: Pátio de São Pedro - Bairro de Santo Antônio, centro do Recife
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Louvre reabre com público reduzido após mais de três meses fechado
De 1 a 5: Práticas para cuidar da saúde mental em casa
06/07 Manhã na Clube com Rhaldney Santos
Músico vence limitações do distanciamento social oferecendo shows particulares por encomenda
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco