Vacinas Sobem para 37 os casos confirmados de sarampo em Pernambuco

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 09/10/2019 11:35 Atualizado em: 09/10/2019 11:52

Foto: Leandro de Santana/DP FOTO. (Foto: Leandro de Santana/DP FOTO.)
Foto: Leandro de Santana/DP FOTO.

De acordo com o Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde nesta quarta-feira (9), até o dia 28 de setembro, foram notificados em Pernambuco 799 casos suspeitos de sarampo. Desses, 37 foram confirmados, 284 descartados e os demais estão em investigação. Até o útimo dia 4, mais de 507 mil pessoas foram vacinadas com a tríplice viral em Pernambuco, sendo 215 mil doses em crianças de 6 meses a 4 anos. Até o momento, Pernambuco já conseguiu uma cobertura de 98% na primeira dose da tríplice viral nas crianças com 1 ano. Na segunda dose, que deve ser feita três meses após a primeira, está em 74,5%.

"Todos os casos confirmados até o momento são antigos. Tratam-se de pessoas que adoeceram entre os meses de julho e agosto. Todas as medidas para tratar os pacientes e fazer a investigação e bloqueio de novos casos são implementadas logo após a notificação. Ou seja, independente do resultado laboratorial, aquela suspeita é tratada como se fosse um caso confirmado, agilizando as atividades para evitar que o doente possa ter sequelas ou vir a óbito e atuando para evitar novos adoecimentos relacionados. ", afirma o secretário estadual de Saúde, André Longo.

Campanha
Segue até o próximo dia 25 a campanha de vacinação contra o sarampo, voltada para crianças entre 6 meses e 4 anos que ainda não iniciaram ou não finalizaram o esquema vacinal. O Dia D está marcado para 19 de outubro.

"Os meninos e meninas dessa faixa etária que já estão com a caderneta de vacinação em dia não precisam comparecer aos postos de saúde. Mas, na dúvida, o importante é que os pais compareçam aos postos com seus filhos para que a caderneta seja analisada por um profissional e a criança fique protegida também contra outras doenças além do sarampo", destaca André Longo.

Toda criança entre 6 meses e 11 meses deve ser vacinada com a tríplice viral, considerada a "dose zero". Uma nova dose deve ser feita aos 12 meses e outra aos 15 meses, quando o esquema é finalizado. A partir dos 2 anos, caso o menino ou menina ainda não tenha começado o esquema vacinal, as duas doses devem ser feitas com um intervalo de um mês entre elas.

"Distribuímos vacinas para que os municípios possam imunizar sua população de crianças. É importante convocarmos os pais e responsáveis para levarem os meninos e meninas aos postos de saúde e também mobilizarmos os gestores municipais para realizar ações para chegar mais próximo do público. Manter os pernambucanos livres do sarampo precisa do esforço de todos", frisa a superintendente de Imunização da Secretaria Estadual de Saúde (SES), Ana Catarina de Melo.

A superintendente lembra, ainda, que, apesar do Estado já ter atingido a meta mínima de vacinação da 1º dose da tríplice viral em crianças de 12 meses, o índice não foi atingido no conjunto de municípios da I e VIII Gerências Regionais de Saúde (Geres), com sede, respectivamente no Recife e em Petrolina. "Essas são áreas populosas e que contam com grande circulação de turistas o tempo todo. Por isso a importância de intensificar as ações e fazer busca ativa para evitar bolsões de crianças desprotegidas", pontua Ana Catarina.  "Também precisamos lembrar da importância da segunda dose, já que, até o momento, só as Geres de Palmares e Salgueiro conseguiram atingir a meta mínima de 95%", finaliza.

Municípios com casos confirmados de sarampo:

Santa Cruz do Capibaribe (3)
Jaboatão dos Guararapes (1)
Taquaritinga do Norte (14)
Frei Miguelinho (1)
Vertentes (5)
Toritama (3)
Bezerros (1)
Caruaru (6)
Recife (3)


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.