Diario de Pernambuco
Busca

Monitoramento

Ministro do Meio Ambiente vistoria praias afetadas por óleo em Pernambuco

Publicado em: 22/10/2019 08:57 | Atualizado em: 22/10/2019 10:49

Foto: Reprodução/Twitter. (Foto: Reprodução/Twitter.)
Foto: Reprodução/Twitter. (Foto: Reprodução/Twitter.)

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, chegou ao Recife na manhã desta terça-feira (22) para realizar vistorias nas praias pernambucanas que foram atingidas por manchas de óleo. O trabalho começou por volta das 7h, junto com os militares do Exército, Marinha, equipes do IBAMA e da Defesa Civil.

A comitiva caminhou pela praia de Itapuama, no Cabo de Santo Agostinho, ao lado dos voluntários que continuam recolhendo o óleo da praia. Esta é a primeira vez que o ministro faz vistoria nas praias atingidas desde a última sexta-feira (18), quando as manchas voltaram a aparecer nas praias do pernambucanas.

Durante a inspeção, o ministro elogiou o trabalho dos voluntários, que mesmo sem equipamentos de proteção estão garantindo a limpeza das praias. "Estamos com uma série de voluntários que fizeram um grande trabalho de recolhimento. Todos juntos, trabalhando em cooperação. Portanto, nosso agradecimento não só às tropas federais, como ao Ibama, Exército, Prefeitura, Defesa Civil e aos voluntários que estão aqui fazendo um grande trabalho. Seguimos limpando as praias com eficiência", comentou Sales.

SAIBA MAIS


Foto: Reprodução/Twitter. (Foto: Reprodução/Twitter.)
Foto: Reprodução/Twitter. (Foto: Reprodução/Twitter.)

Críticas
Para o governo de Pernambuco, o derramamento de óleo no litoral do Nordeste está sendo tratado de forma improvisada pelo governo federal. O governador Paulo Câmara cobrou a criação de um plano de contingência para minimizar os danos com base em planejamento.

“É preciso uma força tarefa federal para que todos os equipamentos sejam colocados à disposição. É o maior acidente ambiental da história do Brasil. É preciso esforço redobrado, cada vez mais profissional e determinado. Não se sabe o dia de amanhã e o dano ao meio ambiente, ao futuro do turismo no Nordeste e à saúde das pessoas. O Consórcio Nordeste está trabalhando, os governadores estão fazendo o seu trabalho, mas não é fácil por conta da falta de informações. Diante da decisão da Justiça, esperamos que providências ocorram. Não pode ser tratado, depois de 50 dias, da forma improvisada como a gente está vendo”, disse Câmara.

Questionado sobre o posicionamento do governador, Salles afirmou que não deve "politizar" o debate. "Esse não é o momento de polemizar, nem politizar, mas de unir esforços e é isso que estamos fazendo. O governo tem feito tudo estruturado, todas as equipes têm feito um trabalho dedicado e intenso desde o começo. Nós não estamos perdendo tempo com discussões que não são efetivamente para concluir o problema Estamos aqui em um esforço institucional. Esse é o momento de trabalhar. Recolher, dar um destino e aprofundar as causas desse acidente", comentou.

Contenção
A Justiça Federal determinou no último domingo (20) que a União e o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) implementem uma série de medidas para conter o avanço das manchas do óleo no litoral pernambucano em 24 horas. A liminar foi concedida pelo juiz substituto Augusto Cesar de Carvalho Leal em resposta a pedido do Ministério Público Federal (MPF). A liminar determina multa diária no valor de R$ 50 mil, caso haja descumprimento, e obriga o governo federal a implementar o monitoramento contínuo das áreas sob risco.

Na decisão, o magistrado diz que a União deve implementar barreiras de proteção nos ambientes mais sensíveis da costa, a exemplo dos manguezais, áreas de estuários, recife de corais e bancos de fanerógamas. Ao mesmo tempo, o governo federal deve fornecer equipamentos de proteção individual (EPIs), inclusive para voluntários, e recipientes adequados para armazenamento do óleo recolhido.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL

JFPE devolve ao Convento de Santo Antônio obras sacras furtados em 2009

16/08/2022 às 20h01

Novos servidores aprovados em concurso são recepcionados pela Prefeitura do Recife

16/08/2022 às 18h20

Fernando de Noronha recebe o Festival Mergulho no Sabor

16/08/2022 às 17h07

Pernambuco faz história em Olimpíada Internacional de Matemática, no Chile

16/08/2022 às 17h07

Força-tarefa desmonta poços clandestinos e construções na Mata do Janga, em Paulista

16/08/2022 às 16h58

1ª edição do Circuito AGERural acontece com sucesso em Petrolina

16/08/2022 às 16h49

Sobe para mais de 21 mil o número de famílias beneficiadas com o AME no Recife

16/08/2022 às 16h38

Secretaria de Saúde do Recife realiza 4º Webnário Municipal de Aleitamento Materno

16/08/2022 às 16h30

UPE realiza vestibular em Fernando de Noronha neste domingo

16/08/2022 às 15h48

Prefeitura do Recife inaugura Casa de Acolhimento LGBQIA+

16/08/2022 às 15h33

Prefeitura de Petrolina amplia luta contra o câncer de mama

16/08/2022 às 15h29

Organização criminosa é presa por extorsão e lavagem de dinheiro

16/08/2022 às 15h23

O Malala vai acompanhar todos os candidatos que assinaram a carta, até o primeiro 100 dias de governo após serem eleitos, como forma de garantir que haja plano de governo e que eles sejam cumpridos.

Meninas de todo Brasil lançam manifesto com prioridades para educação,

16/08/2022 às 15h15

Prefeitura do Recife publica edital de credenciamento para prestação de serviços de hospedagem social

16/08/2022 às 14h04

Governador prestigia cerimônia do 200º aniversário do TJPE

16/08/2022 às 13h45

Programa de Transplante de Fígado comemora 23 anos salvando vidas de todo o Brasil

16/08/2022 às 13h38

Heloysa foi morta com um tiro no peito durante uma operação do BOPE na comunidade onde morava

Caso Heloysa: Ministério Público denuncia cabo da PM por tiro que matou garota durante ação do BOPE em Porto de Galinhas

16/08/2022 às 12h35

Hospital da Restauração, no Derby, é um dos locais que está com casos do superfungo em Pernambuco

Pernambuco apresenta 36 casos de superfungo Candida auris em dois hospitais públicos; conheça os sintomas

16/08/2022 às 12h10