TRF Exposição de Romero Britto no Recife terá parte da renda revertida à comunidade do Pilar

Publicado em: 09/10/2019 19:05 Atualizado em: 09/10/2019 19:12

Romero Britto se consolidou como um dos mais populares artistas plásticos da atualidade. Foto: Facebook/Reprodução.
Romero Britto se consolidou como um dos mais populares artistas plásticos da atualidade. Foto: Facebook/Reprodução.
O hall do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), no Cais do Apolo, Bairro do Recife, vai receber, no próximo dia 18, uma exposição do artista plástico pernambucano Romero Britto. As peças ficarão expostas no Edifício Ministro Djaci Falcão, sede do tribunal.

O recifense Romero Britto se consolidou como um dos mais populares artistas plásticos da atualidade. Brasileiro radicado nos Estados Unidos, ganhou fama e destaque com sua “pop art” repleta de cores e traços, comparáveis aos quadrinhos. No último dia 5, ele completou 56 anos.

Além de expostas, as obras originais do artistas serão vendidas. "As peças variam entre quadros e esculturas, que possuem cores vibrantes e composições relacionadas a elementos do cubismo", informou o TRF5, por meio da assessoria de comunicação. Parte da renda das vendas será revertida para a comunidade do Pilar, localizada próxima ao tribunal.

No Pilar, além da visível falta de saneamento, os moradores convivem com a ausência de água, de iluminação pública de qualidade, de equipamentos públicos de lazer para as crianças e, sobretudo, de moradia. A questão de habitação é, inclusive, um ponto latente. Existe, desde 2009, um Plano de Requalificação Urbana e Inclusão Social para o Pilar, com a previsão inicial de construção de 588 unidades habitacionais e equipamentos como escola, creche, mercado público e praça. Das habitações, cerca de 200 foram entregues. As outras tiveram a obra interrompida em função de achados arqueológicos, entre 2013 e o fim do ano passado. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.