Semana do Trânsito No estado, 70% dos acidentes de trânsito envolvem motociclistas

Publicado em: 20/09/2019 08:55 Atualizado em: 20/09/2019 09:05

Operação Lei Seca fará blitz educativa neste sábado na Avenida Agamenon Magalhães. Crédito: Anderson Freire/ Arquivo DP
Operação Lei Seca fará blitz educativa neste sábado na Avenida Agamenon Magalhães. Crédito: Anderson Freire/ Arquivo DP


Para alertar sobre os cuidados no trânsito e abordar a prevenção de acidentes, a Operação Lei Seca (OLS) em Pernambuco fará neste sábado, a partir das 15h, uma blitz educativa na Av. Gov. Agamenon Magalhães, próximo à Academia da Cidade, sentido Olinda-Recife. Durante a mobilização, que faz parte das atividades realizadas na Semana Nacional do Trânsito, motoristas, condutores de moto, ciclistas e pedestres devem receber orientações sobre segurança viária e materiais educativos que abordam os principais fatores de risco relacionados aos acidentados de trânsito no Estado.

Em 2018, Pernambuco registrou 39,6 mil notificações de vítimas que foram atendidas em hospitais públicos especializados em ortopedia e traumatologia tendo como causa de entrada o acidente de transporte terrestre. Desse número total, 28,8 mil envolviam motociclistas, o que representa 72%. O enfrentamento aos acidentes de transporte terrestre é considerado um problema de saúde pública e uma epidemia mundial pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

"A redução no número de acidentados no trânsito é uma preocupação global e por ser encarado como questão de saúde pública, a coordenação da OLS está incorporada no escopo das ações da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) desde o início do projeto. O Estado também tornou obrigatória a notificação de acidentados de transporte terrestre em 17 unidades hospitalares, gerando informações estratégicas para contribuir na construção de políticas públicas que combatam essa situação. O perfil das vítimas notificadas em 2018 corresponde a mais de 70% do sexo masculino, sendo a faixa etária mais frequente entre 20 e 29 anos de idade", pontua o secretário estadual de Saúde, André Longo.

As notificações apontam que entre os principais fatores relacionados aos acidentados e à proteção da vítima estão: falta do uso do cinto de segurança, não uso do capacete, consumo de bebida alcoólica pelo condutor e excesso de velocidade. "São todos fatores evitáveis se houver responsabilidade com a vida. Uma das novas preocupações, por exemplo, é a utilização do celular quando estamos em movimento, sejam motoristas ou motoqueiros que façam uso do aparelho", afirma André Longo.

As ações educativas ocorrem em municípios da Região Metropolitana do Recife (RMR) e também no Interior do Estado com mobilização de rua e palestras em escolas, universidades, empresas e associações, além da participação em feiras de trânsito.

Dados - No ano de 2014, foram atendidos no Estado de Pernambuco 36.581 mil pacientes vítimas de acidente de trânsito, dos quais 26.976 eram motociclistas. Em 2015, foram registradas 34.996 pessoas acidentadas, sendo 26.517 motociclistas. No ano de 2016, 37.186 casos foram notificados, e destes, 27.634 envolveram motociclistas. Em 2017, houve 43.179 notificações, sendo 31.327 motociclistas. Já em 2018, 39.608 acidentados deram entrada nos serviços de saúde por causa de acidentes, e destes, [UTF-8?]28.850‬ foram vítimas motociclistas.

Vítimas de acordo com as regiões

- Em 2018, na I Geres (Recife), foram registradas 8.683 notificações de vítimas por acidente de transporte terrestre, sendo 5.916 envolvendo motociclistas.
- Em 2018, na II Geres (Limoeiro), foram registradas 1.743 notificações de vítimas por acidente de transporte terrestre, sendo 1.282 envolvendo motociclistas. 
- Em 2018, na III Geres (Palmares), foram registradas 2.141 notificações de vítimas por acidente de transporte terrestre, sendo 1.453 envolvendo motociclistas.
- Em 2018, na IV Geres (Caruaru), foram registradas 3.937 notificações de vítimas por acidente de transporte terrestre, sendo 3.064 envolvendo motociclistas.
- Em 2018, na V Geres (Garanhuns), foram registradas 3.092 notificações de vítimas por acidente de transporte terrestre, sendo 2.325 envolvendo motociclistas.
- Em 2018, na VI Geres (Arcoverde), foram registradas 1.830 notificações de vítimas por acidente de transporte terrestre, sendo 1.264 envolvendo motociclistas.
- Em 2018, na VII Geres (Salgueiro), foram registradas 1.550 notificações de vítimas por acidente de transporte terrestre, sendo 1.303 envolvendo motociclistas.
- Em 2018, na VIII Geres (Petrolina), foram registradas 5.634 notificações de vítimas por acidente de transporte terrestre, sendo 4.088 envolvendo motociclistas.
- Em 2018, na IX Geres (Ouricuri), foram registradas 3.095 notificações de vítimas por acidente de transporte terrestre, sendo 2.413 envolvendo motociclistas.
- Em 2018, na X Geres (Afogados da Ingazeira), foram registradas 1.811 notificações de vítimas por acidente de transporte terrestre, sendo 1.350 envolvendo motociclistas.
- Em 2018, na XI Geres (Serra Talhada), foram registradas 1.779 notificações de vítimas por acidente de transporte terrestre, sendo 1.467 envolvendo motociclistas.
- Em 2018, na XII Geres (Goiana), foram registradas 1.999 notificações de vítimas por acidente de transporte terrestre, sendo 1.415 envolvendo motociclistas.

Atitudes e comportamentos saudáveis no trânsito

* Todos os ocupantes do veículo, adultos e crianças, devem usar o cinto de segurança inclusive no banco traseiro.
* Crianças de até sete anos e meio nos carros devem usar os equipamentos de proteção adequados à idade (bebê conforto, cadeirinhas ou assento de elevação).
* Pedestre deve sempre ser respeitado. Lembre-se: você também é pedestre.
* Dirigir embriagado reduz em até 25% o tempo de reação, aumentando o risco de acidentes. Se beber vá de ônibus, táxi ou carona.
* Bicicleta também é veículo, portanto deve respeitar a sinalização de trânsito. Motorista, mantenha uma distância segura de 1,5m ao ultrapassar ciclistas.
* Respeite os limites de velocidade. Reduza a velocidade em frente a escolas ou lugares de grande concentração de pedestre.
* Motociclista use sempre equipamentos de proteção: capacete, luvas, botas e jaqueta.
* Respeite as vagas reservadas para idosos e pessoas com deficiência. A gentileza melhora a convivência no trânsito.
* Não use o celular enquanto dirige. A distração é um dos principais fatores de risco para quem está ao volante.
* Dirigir cansado ou com sono é tão perigoso quanto dirigir alcoolizado. Pare e descanse antes de pegar a estrada.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.