Mobilidade Ministério Público instaura inquérito sobre ônibus parados nas garagens

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 11/09/2019 09:10 Atualizado em: 11/09/2019 09:19

Foto: Julio Jacobina/Arquivo DP. (Foto: Julio Jacobina/Arquivo DP.)
Foto: Julio Jacobina/Arquivo DP.
O Ministério Público de Pernambuco determinou a instauração de inquérito civil para apurar denúncias sobre os ônibus parados nas garagens das empresas de ônibus. A determinação foi publicana nesta terça-feira (10). Os veículos estão novos e com ar-condicionado, mas não circulam no Grande Recife, como denunciou a Frente de Luta de pelo Transporte Público. 

A Frente de Luta entrou com uma representação, no início do ano, informando que as empresas Caxangá e Metropolitana tinham veículos novos parados em suas garagens. Em julho deste ano, a Frente noticiou que a Mobibrasil também possuía ônibus com ar estocados e sem utilização.

Alguns destes veículos passaram a rodar após a divulgação destas denúncias. No entanto, para o promotor de justiça, Humberto Graça, as justificativas apresentadas pela Urbana, pelas empresas e pelo Grande Recife Consórcio de Transportes não foram suficientes. Por isso, foi instaurado um inquérito civil para apurar e determinar a adoração de medidas correcionais, já que a renovação da frota foi um dos itens que justificaram o reajuste da tarifa.

“Infelizmente, as empresas minimamente cumprem o que determina a Lei apenas quando pressionamos judicialmente ou representamos ao Ministério Público. Esse papel de fiscalização deveria ser feito com maior rigor pelo Grande RECIFE. Com a abertura do Inquérito, vamos solicitar que seja feito um pente fino em todas as empresas pra saber se existem mais ônibus novos parados”, afirma o coordenador da Frente de Luta, Pedro Josephi.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.