Festival Instituições federais de ensino agregam conhecimento e inovação ao REC'n'Play

Publicado em: 20/09/2019 21:47 Atualizado em: 20/09/2019 22:41

Foto: Inaldo Lins/Prefeitura do Recife.
Foto: Inaldo Lins/Prefeitura do Recife.
O Bairro do Recife será palco, de 2 a 5 de outubro, de mais uma edição do REC’n’Play, festival com mais de 300 atividades, entre shows, experiências, palestras e oficinas, nas áreas de tecnologia, economia criativa e cidades inteligentes. Com a ideia central de promover a reflexão e o movimento de reprogramar o futuro, neste ano, o evento ganha o Federais Club, com a produção e a expertise das Universidades Federais de Pernambuco (UFPE), Rural de Pernambuco (UFPE) e do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE). 

A programação inclui exposição de projetos, painéis, mesas-redondas, dinâmicas e intervenções culturais que prometem afinar o diálogo entre a sociedade e a comunidade acadêmica, envolvendo a seara de conhecimento e inovação produzidos nas instituições federais pernambucanas. As inscrições para participar do evento geral devem ser feitas por meio do site e são gratuitas. O REC’n’Play é promovido pelo Porto Digital e pela Ampla.

O polo de rua do Federais Club movimenta a Rua da Moeda durante os quatro dias de evento. Haverá oficinas diversas, como as de Máscaras, Práticas Sustentáveis, Papietagem, Paródias de Matemática para o Enem, Libras, Poesia, Frevo, Teatro, Cordel, Divulgação Científica e Fake News e Mídias Sociais.

A animação fica por conta dos pocket shows, com bandas, corais, performances e duo de guitarras. Haverá também observação e atividades de educação astronômica do Projeto Desvendando o Céu Austral, bem como as exposições Coletivo Gravos; Fotografia Lambe-Lambe e Arte pra Cego Ver. As ações do projeto RobôCIn serão expostas no dia 5 de outubro, na Arena de Drones, na Avenida Rio Branco. 

Exclusivamente no dia 3 de outubro, reitores, gestores, pesquisadores, professores e estudantes marcam presença na programação interna, que ocorre no auditório da Accenture Innovation Center. O público do REC’n’Play terá acesso aos painéis: Cidades 4.0: a contribuição da pesquisa pública na melhoria dos centros urbanos; Uma Missão Recifense, em caráter de emergência, ao continente Africano, pelo Unicef, após passagem do Ciclone Idai: Ciência e Negócios na ajuda humanitária; Inovação Inclusiva com o uso de Tecnologia Assistiva e Tecnologias Sociais; Pesquisa em Petróleo e Energia: Conectando a UFPE com a Sociedade.

No mesmo dia, os participantes podem conferir as mesas-redondas: [Re]organizando nossas cidades: o papel da Universidade; Formação de jovens empreendedoras em mercados globais: a experiência Listo; Impacto das Novas Gerações no Mercado de Trabalho; Cooperação Universidade Empresa e o impacto do Marco Legal de CT&I ; Mulheres na Ciência.

Já na palestra Inovação no Ensino – Tecnologias para elaboração e compartilhamento de recursos educacionais digitais, será promovida uma importante conversa sobre a Plataformas de ensino ReDE Inovaula.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.