Mobilidade Ilha do Leite terá velocidade máxima de 30 km/h, Zona Azul e ciclorrotas

Publicado em: 17/09/2019 13:32 Atualizado em:

Bairro sofrerá intervenção para privilegiar pedestres. Foto: Inaldo Lins/PCR
Bairro sofrerá intervenção para privilegiar pedestres. Foto: Inaldo Lins/PCR
A Prefeitura do Recife levará o conceito de Zona 30, que privilegia o pedestre e reduz a velocidade do tráfgo de veículos, para o bairro da Ilha do Leite. Atualmente apenas o Bairro do Recife conta com o sistema. A intervenção vai abranger uma área de aproximadamente 1.090 m² da Ilha do Leite, que compreende as ruas General Joaquim Inácio, Francisco Alves, Senador José Henrique e Estado de Israel, além da pista local da Avenida Agamenon Magalhães. O projeto se baseia no conceito de trânsito calmo, que visa garantir um trânsito mais seguro por meio da valorização da mobilidade consciente. O sistema também já é adotadas em metrópoles como Nova York e Cidade do México. 

Nesta quarta-feira (18), dia em que a sinalização deverá ser concluída, artistas educadores da Trupe da CTTU estarão no bairro para interagir com a população e propagar a mobilidade consciente e o respeito mútuo, como parte da programação da Semana Nacional de Trânsito, cujo tema é "No trânsito, o sentido é a vida".

As vias contempladas no polígono passarão a contar com ciclorrotas, ou seja, espaços compartilhados entre veículos motorizados e ciclistas. Para isso, a velocidade regulamentada nessas ruas será reduzida para 30 km/h. As rotas farão parte da Rota Cicloviária Ilha do Leite, cuja conclusão está prevista para o fim de setembro, e que terá início com a ciclofaixa na Rua Francisco Alves, a partir da Rua dos Coelhos, seguindo pela Rua Praça Miguel de Cervantes e Rua Antônio Gomes de Freitas, até se conectar com as ciclorrotas das ruas Senador José Henrique, Jornalista Fernando Chacon, Estado de Israel, Elvira Carreira de Oliveira e Frei Matias Teves.

Ao todo, a Rota Cicloviária Ilha do Leite terá 2,4 km de extensão. Com isso, o Recife passará a contar com 86,9 km extensão de malha cicloviária permanente. As novas rotas seguem diretrizes do Plano Diretor Cicloviário (PDC), construído e aprovado em parceria com o Governo do Estado, a Prefeitura do Recife e sociedade civil organizada.  

A redução de velocidade regulamentada também vai melhorar o deslocamento dos pedestres. A localidade, que abriga os polos médicos e hospitalares, recebe diversas pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida. Outra intervenção especialmente para esse público serão os refúgios de pedestres, que vão garantir travessias mais seguras. O projeto piloto dos refúgios consiste em um redesenho nas interseções das vias, aproveitando o espaço da calha viária, para ampliação das áreas seguras. Esses equipamentos são intervenções de urbanismo tátil que ampliam as calçadas na altura das travessias e, além de encurtar a largura da via, diminuindo o tempo de travessia do pedestre, obriga o veículo a reduzir a velocidade durante a curva. Ao todo, neste polígono, serão mais 24 travessias seguras, sendo 12 delas com o desenho do refúgio e as demais serão contempladas com faixas de pedestres elevadas, futuramente implantadas pela Emlurb.

A presidente da CTTU, Taciana Ferreira, destaca que essa iniciativa é importante para promover a cultura do respeito e da gentileza no trânsito. “Uma gestão que prioriza o transporte coletivo, aumenta o espaço dos pedestres e proporciona meios para segurança dos ciclistas, demonstra que a prioridade é a mobilidade das pessoas e não dos veículos: precisamos criar espaços urbanos inclusivos, a fim de que os diversos modais tenham direito a uma mobilidade igualmente segura ”, diz a gestora e complementa: “Com essa intervenção, esperamos ter um impacto de transformação nessa área e em toda a cidade, com condutores preocupados em proteger o ciclista e o pedestre, como estabelece o próprio Código de Trânsito Brasileiro (CTB)”.

Ainda será implantada, a partir desta terça-feira (17), uma mudança de circulação na localidade. A Rua Jornalista Trajano Chacon terá o sentido invertido no trecho entre as avenidas Frei Matias Teves e Governador Agamenon Magalhães. O condutor que segue pela Avenida Frei Matias Teves e deseja ir para a Avenida Governador Agamenon Magalhães deverá acessar a Rua Senador José Henrique. A mudança tem o objetivo de diminuir o conflito que existe no acesso à pista local da Avenida Governador Agamenon Magalhães.

As vagas de estacionamento em área pública já regulamentadas continuarão nos mesmos espaços, mas agora, para garantir a rotatividade, haverá a implantação de vagas de Zona Azul. O estacionamento rotativo entrará em vigor a partir do dia 23 de setembro, conforme a conclusão dos serviços de sinalização da área de Trânsito Calmo.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.