Meio Ambiente Faxina no manguezal do Cais da Rua da Aurora no Dia Mundial da Limpeza

Publicado em: 20/09/2019 13:51 Atualizado em: 20/09/2019 14:22

Mutirão de limpeza será neste sábado no Cais da Aurora com ajuda de voluntários. Crédito: Roberto Ramos Arquivo DP
Mutirão de limpeza será neste sábado no Cais da Aurora com ajuda de voluntários. Crédito: Roberto Ramos Arquivo DP
Neste sábado, Dia Mundial da Limpeza, está programado um movimento de limpeza do manguezal na Rua da Aurora às margens do Rio Capibaribe, a partir das 13h. As ONGs Novo Jeito, RecifeSemLixo e Xô Plástico contam com o apoio de voluntários para retirar os resíduos da margem do rio e fazer a pesagem e triagem do material coletado. O ponto de encontro será em frente ao Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Ação Muda Junto faz parte da trilha Meio Ambiente do Festival VOX e é aberta ao público e para todas as idades. Mas a organização alerta que os voluntários precisam levar luva de borracha, galocha ou sapato fechado, protetor solar e chapéu como equipamentos de proteção, além de garrafa ou copo para beber água e não precisar usar material descartável. As inscrições para esta atividade podem ser feitas através da Plataforma Transforma Brasil (https://transformabrasil.com.br/projeto?p=5d7692e2e3d2c0016949a930&j=5d769bd5e3d2c0017106b4a1). 

A atividade encerra a segunda semana de programação do VOX, que entra em reta final a partir da segunda-feira (23), com exibição do filme “Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo”, seguido de bate-papo com o projeto O Grito - Subúrbia. Será às 19h, no Cinema da Fundação (Derby). Haverá ainda o MegaVox, um bate-papo com o velejador medalhista olímpico Lars Grael; e outra ação Muda Junto, que vai revitalizar a Praça de San Martin, no bairro de mesmo nome, na Zona Oeste do Recife. É importante lembrar que cada evento da programação requer a inscrição gratuita e individual no site do VOX (www.festivalvox.com.br).

Para celebrar o engajamento cívico e o voluntariado, o encerramento conta com shows de Carol Levy — para a criançada —, do duo Anavitória e da cantora Elba Ramalho, no dia 29/09.

O Festival VOX conta com o patrocínio da Organização dos Estados Íbero-americanos (OEI), do Governo do Estado, através da Secretaria de Saúde, e da Prefeitura do Recife, com a secretaria de Turismo, Esportes e Lazer, além de empresas como Ícone, Curso Fernanda Pessoa e Nagem.

HISTÓRICO

A primeira edição aconteceu em 2013, no Teatro Guararapes. Chamada na época de Conferência VOX, o evento ofereceu palestras nacionais e internacionais para inspirar os participantes com o depoimento de profissionais que estão fazendo a diferença na sua área de atuação, como a médica Vera Cordeiro, do projeto Saúde Criança, que luta para evitar doenças básicas em comunidades carentes; o juiz da vara criminal do Rio de Janeiro, Carlos Figueiredo, reconhecido por sua atuação humanizada na vara de execuções penais; e o ativista Chileno Julian Ugarte, reconhecido internacionalmente por incentivar a habitação digna em comunidades da América do Sul.

Nos dois anos seguintes (2014 e 2015), a conferência aconteceu em formato de arena na Cachaçaria Carvalheira, reunindo palestrantes nacionais e internacionais, como o deputado americano Ako Abdul Samad, que perdeu um filho na guerra de gangues no estado americano de Iowa, mas se tornou um dos principais aliados de Barack Obama na luta contra a violência racial; e o artista plástico Bob Bates, que criou um projeto social de incentivo as artes na California, apoiado pela Disney.

Em 2017 e 2018, o Vox aconteceu na versão festival, com uma semana de atividades em vários polos do Recife. Oficinas, workshops, feira de negócios, atividades esportivas, música, arte e diversão foram mostrados de maneira paralela ao comprometimento com uma cidade melhor e com o objetivo de provocar impacto social na capital pernambucana.

Foram mais de 30 mil pessoas circulando pelo Parque Santana no último dia do festival, 200 voluntários envolvidos, 1.000 estudantes de 20 escolas estaduais, 21 profissionais envolvidos nas oficinas, 400 pessoas inscritas nas programações da semana, 10 cursos livres, 40 projetos sociais, 10 apresentações culturais shows de Lenine (em 2017) e Paralamas do Sucesso e Mundo Bita (em 2018) encerrando a programação em grande estilo.

Sobre o Porto Social:

O Porto Social é a primeira incubadora de projetos sociais do Brasil. Criada no bairro da Ilha do Leite em maio de 2016, em pouco mais de dois anos o Porto já incubou 85 projetos sociais, oferecendo mentorias e qualificação profissional para que as iniciativas possam ter gestão profissional como empresas.www.portosocial.com.br 

Sobre a ONG Novo Jeito:

A ONG Novo Jeito é uma organização especializada em mobilizações sociais. Criada em 2010, após as enchentes que devastaram a Mata Sul do Estado, a ONG realiza pelo menos seis grandes mobilizações a cada ano, envolvendo mais de dez mil pessoas, e levando serviços, donativos e solidariedade em suas atividades. Os voluntários são convocados através das redes sociais e participam das mobilizações em todo o estado.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.