Educação Estudantes da rede municipal embarcam para exposição em Abu Dhabi

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 19/09/2019 11:37 Atualizado em:

Foto: Divulgação/PCR. (Foto: Divulgação/PCR.)
Foto: Divulgação/PCR.
Três equipes das escolas públicas da rede de ensino do Recife participarão da Expociência Internacional Milset 2019, no Centro Nacional de Exposições de Abu Dhabi, na capital dos Emirados Árabes, com projetos que englobam meio ambiente e cultura. Essa feira reúne os 300 melhores projetos mundiais, que passaram por diversas seleções, e serão apresentados entre os dias 22 e 28 de setembro. As equipes embarcam na quinta (19), às 17h.

Essa é a segunda vez que Recife participa da Milset. Na exposição do ano passado, que aconteceu em Fortaleza (Milset Brasil 2018), dois projetos foram credenciados para a feira deste ano: um sobre cortina térmica sustentável e outro sobre a artista plástica Miriam Merci. O terceiro projeto é sobre preservação do mangue e foi credenciado na Feira de Conhecimento do Recife, também em 2018.

"Participar desta feira é o maior prêmio que os estudantes podem ter, os melhores projetos do mundo estarão lá. As feiras de conhecimento, como um todo, proporcionam um novo mundo aos alunos. Esse intercâmbio cultural motiva os alunos a aprimorarem os conhecimentos. Eles descobrem que o mundo não se resume a comunidade em que vivem", destacou o coordenador das feiras de conhecimento do Recife, Ivanildo Luís.

Os alunos do 5o ano da Escola Municipal João XXIII, na Iputinga, desenvolveram o projeto "Preservando e conservando o manguezal nos arredores da Praça do Caiara a partir da educação ambiental", com o intuito de despertar a consciência ambiental na comunidade, por meio de campanhas educativas e peças teatrais. O projeto será representado pelos estudantes Alanny dos Santos, Carmem da Silva e Jennifer da Silva, todas com 12 anos.

O projeto "Cortina térmica sustentável", desenvolvido pelos alunos da Escola Municipal Hugo Gerdau, em San Martin, teve como objetivo construir uma cortina com caixas de leite para melhorar o conforto térmico da sala de aula. A cortina foi fixada no lado externo da sala poente, no piso superior e utilizou 198 caixas de leite. Com a implantação da cortina, a parte laminada da caixa de leite refletiu bastante a irradiação solar para o lado externo da sala, impedindo o contato direto do Sol com a parede da sala. A temperatura caiu de 30°C para 28,6°C, mantendo-se nessa constante. Já a umidade apresentou uma grande redução, de 85% para 66 %, ocasionando a melhora do conforto térmico. Os alunos que desenvolveram o projeto foram Estefany Silva, Miguel Torres e Wesley Silva. Eles possuem entre 14 e 15 anos.

A exposição ainda contará com o projeto cultural "Vida e obra da artista plástica Miriam Merci, mãos talentosas", desenvolvido pelos estudantes Ana Letícia de Lima, Flaviany de Holanda e Júlia do Nascimento, da Escola Municipal Karla Patrícia, em Boa Viagem. Além da valorização da obra, o projeto possibilita a discussão sobre o etnocentrismo, discriminação, racismo, papel da mulher, temas que fazem parte do cotidiano dos estudantes e está presente nas obras de arte de Miriam Merci.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.