Recuperação Débora Dantas posta foto sorridente: 'No final vai dar tudo certo'

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 23/09/2019 14:01 Atualizado em: 23/09/2019 21:26

Débora Dantas divulgou sua foto no Instagram. A estudante completa amanhã um mês da segunda cirurgia. Credito: Acervo Pessoal
Débora Dantas divulgou sua foto no Instagram. A estudante completa amanhã um mês da segunda cirurgia. Credito: Acervo Pessoal

Nesta terça-feira completa um mês da segunda cirurgia submetida pela estudante Débora Dantas no Hospital Especializado de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, ela se recupera bem a cada dia. Hoje Débora divulgou uma foto maquiada e com um picolé de uva mostrando que está em ótima evolução. Débora teve o couro cabeludo arrancado em um acidente de kart no Recife no dia 11 de agosto. 
 
"Sorrir para o mundo faz ele sorrir para você, seja sua felicidade e nunca desista dos seus sonhos. No final vai dar tudo certo. Um pedacinho do meu dia a dia para vocês", escreveu Débora na sua conta do Instagram.  E finaliza: #muitofeliz. 

No último dia 24, ela passou uma cirurgia chamada de retalho microcirurgico. Diante da impossibilidade de recuperar o couro cabeludo perdido no acidente. Por causa disso houve a necessidade de realizar enxertos com pele de outras partes do corpo. O músculo foi refeito com material das costas, já pedaços de pele da perna foram usados para cobrir a região. 

A cada dia, um boletim médico é apresentado revelando a evolução da paciente. 
De acordo com o namorado de Débora, o empresário Eduardo Tumajan, a estudante permanece confiante e forte diante do tratamento. "Hoje passei uma hora com ela, fiquei rezando ao lado dela. Todos os dias, ela me recebe com um sorriso, não se abala. É uma lição de vida. Não sou a mesma pessoa que era há três semanas. Isso mudou a minha vida também, a forma de enxergar a vida", disse o 
rapaz. 

A estudante também recebeu ofertas de pessoas que desejam pagar um curso de medicina para ela, um dos seus sonhos. Na quarta-feira completou um mês do acidente. Débora se recupera no Hospital Especializado de Ribeirão Preto, em São Paulo. Por enquanto, ela não aceitou as ofertas, mas disse ao namorado que pretende morar em São Paulo, onde teria mais oportunidades de emprego e tratamento, que deve durar pelo menos dois anos.

Em vídeo, Débora disse estar muito feliz e agradecida às pessoas que mandam mensagens do mundo inteiro em apoio à sua recuperação. “O tratamento tem ocorrido de forma maravilhosa. As pessoas que trabalham aqui são carinhosas, muito preocupadas com a saúde da gente e a gente tá feliz por isso. São mensagens de carinho que chegam pela internet e chegam pessoas aqui para entregar cartinhas. E isso tem me ajudado muito, despertado felicidade”, comentou em um trecho do vídeo enviado pela assessoria de imprensa do hospital.

“A gente passeia pelo hospital quando pode e tem conversado com outros pacientes. Isso ajuda muito porque a gente conhece outras pessoas, pacientes com dificuldades, e conversa com eles sobre isso. Conforta o coração. Fico feliz em saber que existem tantas pessoas boas”, disse, em seguida. “Tô feliz que tô viva. Poderia ter acontecido coisa muito pior comigo. Tô estudando, porque a gente não pode desistir jamais”. Débora deverá receber alta até fim do mês.
 
Entenda o caso
Débora foi transferida no domingo (18) para o hospital paulista. Antes, ela estava no Hospital da Restauração (HR), no Recife. Uma equipe liderada pelo cirurgião plástico Jonathan Vidal realizou duas operações. A primeira no dia do acidente, 11, quando foi implantado o couro cabeludo arrancado; a segunda no dia 13, para retirar trombos (coagulos). Ambas foram acompanhadas pela internet, por médicos do Baylor College of Medicine, localizado em Houston, nos Estados Unidos. 

Foi da equipe americana que veio a sugestão de transferência, para que Débora seja operada por um amigo de Jonathan, o também cirurgião plástico Marco Maricevich. Ele integrará a equipe da cirurgia, que também conta com os médicos Alex Fioravanti, Salomão Chade, Daniel Lazo e Olimpio Colichio Filho - os dois últimos acompanham Débora desde que chegou a Ribeirão Preto.

A moça de 19 anos viajou em um avião pago pela rede varejista Walmart - foi em uma unidade da rede, localizada em Boa Viagem, que aconteceu o acidente. Era no estacionamento do supermercado onde estava a pista de kart, de propriedade da Adrenalina Kart Racing. 

Durante a corrida, o cabelo da jovem enroscou no motor do veículo, arrancando o couro cabeludo e a pele acima dos olhos. Débora foi socorrida pelo namorado, o empresário Eduardo Tumajan. A Polícia Civil investiga o acidente, tendo 30 dias para concluir o inquérito, a contar da abertura das investigações. Um dos aspectos analisados pela polícia é se houve negligência da empresa de kart.

Investigações

Um mês após o acidente com Débora Dantas, a Polícia Civil de Pernambuco informou que o inquérito ainda não foi concluído. As diligências continuam a ser realizadas e "a PCPE só falará ao final das investigações".


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.