Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Meio Ambiente

Cumpridores de pena plantam mudas em Santa Cruz do Capibaribe

Publicado em: 10/09/2019 11:58 | Atualizado em: 10/09/2019 12:06

Mais de 100 já foram plantadas num período de quatro anos, são das espécies: Caibeira, Tamboril, Flamboyant, Tamarindo, Oitis e Ipê. Crédito: Divulgação/PMSC
A cidade de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste, maior polo têxtil do estado, está ficando mais arborizada graças ao trabalho de cumpridores de penas alternativas, encaminhados para prestação de serviços à comunidade. O grupo trabalha na Secretaria de Desenvolvimento Urbano, uma das instituições cadastradas a Gerência de Penas Alternativas e Integração Social (Gepais), órgão da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH).

A Gepais fiscaliza a execução da medida ou pena alternativa e acompanha seus cumpridores e as instituições responsáveis pelo recebimento desse público no processo penal alternativo. Na área ambiental do município são 16 cumpridores, que realizam plantio de árvores no projeto “Cidade mais Verde”. Mais de 100 já foram plantadas num período de quatro anos, são das espécies: Caibeira, Pajeú, Tamboril, Flamboyant, Tamarindo, Oitis, Ipê, Pata de Vaca, Aroeira e Gameleira, além de algumas árvores frutíferas. Um aumento de 70% no número de plantio de mudas.  

“Esse tipo de parceria é motivo de comemoração para a GEPAIS. Promover a execução das penas e medidas alternativas de forma humanizada, gerando frutos para a sociedade e, principalmente para o próprio cumpridor é o garanh maior da Política Estadual de Alternativas Penais”, explica Raquel Brandão, gerente da Gepais.

Além da Secretaria de Desenvolvimento Urbano, os cumpridores estão distribuídos em escolas, delegacia, batalhão, Secretaria de Saúde, conselhos de assistência social, entre outras entidades.  

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Zuri: 11 anos, multiinstrumentista, compositor e prodígio da música faz campanha para comprar violão
Bolsonaro cancela visita à Guiana devido à morte de sua mãe
Manhã na Clube: entrevista com Padre Arlindo
Ômicron começa a recuar nos Estados Unidos
Grupo Diario de Pernambuco