Religião Centenário da coroação canônica de Nossa Senhora do Carmo é celebrado no Recife

Publicado em: 22/09/2019 09:38 Atualizado em:

O centenário da coroação canônica da imagem de Nossa Senhora do Carmo foi celebrado nesse sábado (21), no Recife. Por volta das 17h, ao som dos cinco sinos e ornada com variados tipos de flores, todas na cor branca, a imagem da Rainha do Recife e de Pernambuco saiu pela segunda vez de dentro da Basílica do Carmo, área central da capital pernambucana. 

Após Missa Solene presidida pelo arcebispo de Aracaju, dom João Costa, e concelebradas por frades carmelitas e padres arquidiocesanos, a imagem foi para as ruas. Na ocasião, o vice provincial da Província Carmelitana Pernambucana e reitor da Igreja do Carmo de Olinda, frei Luis Nunes, leu uma carta enviada pelo papa Francisco saudando o povo pernambucano pelo evento solene.

A imagem de Santo Antônio, que partilha com Nossa Senhora do Carmo o título de padroeiro do Recife, saiu em um andor da Igreja da Ordem Terceira do Carmo, que fica ao lado da Basílica e seguiu junto com o andor que conduzia a imagem de Nossa Senhora do Carmo pelas avenidas Nossa Senhora do Carmo e Martins de Barros. O percurso contemplou o Palácio do Campo das Princesas, sede do Governo Estadual, ponte Princesa Isabel e ruas da Aurora, João Lira, do Hospício e Princesa Isabel.

Em frente à Faculdade de Direito, na Boa Vista, foi realizado um ato comemorativo da coroação canônica ocorrido há 100 anos, com uma réplica da coroa que foi usada em 1919. A imagem da Mãe do Carmelo foi coroada novamente como a rainha do povo de Pernambuco.

Logo após o evento celebrativo, a procissão retornou à Basílica do Carmo pela rua e ponte Princesa Isabel, Rua do Sol e Avenidas Guararapes e Dantas Barreto até o pátio do Carmo. Dentro da programação cultural, apresentaram-se o sanfoneiro Dudu do Acordeon e a Banda Los Cubanos.

Confeccionada com madeira nobre, e medindo 2,2m de altura e 250 kg, a imagem de Nossa Senhora do Carmo chegou a Basílica do Carmo no século XVII de forma desconhecida. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.