Trocas Minas Gerais e Olinda fazem intercâmbio na educação, cultura e tecnologia

Publicado em: 13/08/2019 15:14 Atualizado em:

Foto: Thiago Bunzen/ Divulgação/Prefeitura de Olinda.
Foto: Thiago Bunzen/ Divulgação/Prefeitura de Olinda.
Representantes do Instituto Ânima de Minas Gerais, em passagem por Pernambuco, pela primeira vez, escolheu a cidade de Olinda como o ponto de partida para divulgar o trabalho que desenvolve na educação e cultura. O grupo aproveitou esta terça-feira (13) para conhecer algumas iniciativas de Olinda nas áreas de inovação, tecnologia, educação e desenvolvimento para aplicar num projeto futuro chamado “Escolas das Conexões”. O programa visa estimular ações nas periferias dos municípios para melhorar a qualidade na educação.

O Instituto Ânima tem cinco instituições entre ensino superior e escola que fomentam o ramo executivo de negócios em mais de 20 cidades do Brasil. “Nosso projeto Escolas das Conexões tem previsão de ser iniciado em 2020 e vamos agregar outras iniciativas sociais do país para fazer parcerias”, ressaltou a analista de Inovação do Ânima, Clara Alves Teixeira.

Na ocasião, a secretária municipal de Governo, Mirella Almeida, comentou sobre o projeto piloto da Prefeitura em parceria com a Universidade Federal Rural de Pernambuco, “Escola da Vida”, que alfabetiza moradores de rua ou pessoas em vulnerabilidade sócio/econômica.

“Essas ações de educação refletem a vida das pessoas a longo prazo, daqui a 20 anos. Em Olinda, por exemplo, temos muita riqueza nos terreiros, periferias, seja na música, cultura, poesia. Temos muitas belezas naturais e muitos setores das comunidades para melhorar e incentivar”, destacou o diretor de Tecnologia e Desenvolvimento Econômico de Olinda, Cláudio Nascimento.

“Nós pretendemos trabalhar aqui os três pilares já citados no encontro: cultura, inovação e empreendedorismo. Lá, em Belo Horizonte, atuamos na economia criativa e pensar no lado econômico junto com a cultural local é ótimo para cidades e para o povo”, resumiu o consultor do Instituto, João Souza.

Quando o projeto “Escolas das Conexões” estiver encorpado a ideia é trocar experiências com Olinda de ações exitosas. Estiveram presentes também na reunião, a diretora de Turismo, Aiane Siqueira, e membros do Instituto: Clara Teixeira - Analista de Inovação, Flávio Calado - Analista de Inovação, Bárbara Pereira – Estagiária, Izabella Quaresma – Trainee e João Souza – Consultor.

A agenda oficial do grupo do Instituto Ânima segue até o dia 16 de agosto, eles vão passar ainda pelo Recife, na Região Metropolitana, e Caruaru, no agreste do Estado.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.