Evento CAC recebe Fred Zero Quatro e Paulo Rubem Santiago para debate sobre Future-se

Por: Paloma Xavier - Site e redes sociais

Publicado em: 22/08/2019 20:52 Atualizado em: 23/08/2019 21:09

Fred Zero Quatro e Paulo Rubem Santiago discursaram sobre as condições atuais das universidade públicas. Foto: Divulgação/Fora da Curva (Foto: Divulgação/Fora da Curva)
Fred Zero Quatro e Paulo Rubem Santiago discursaram sobre as condições atuais das universidade públicas. Foto: Divulgação/Fora da Curva
No final da tarde desta quinta-feira, o Centro de Artes e Comunicação da Universidade Federal de Pernambuco sediou um debate sobre o projeto Future-se. O evento contou com a presença do professor da UFPE Paulo Rubem Santiago e o vocalista da banda Mundo Livre S/A Fred Zero Quatro. A proposta era de, através de uma conversa aberta, informar sobre os possíveis impactos na universidade pública proporcionados pelo novo projeto do Ministério da Educação (MEC).

Paulo Rubem, que também teve carreira política, buscou desmembrar o programa explicando artigo por artigo como os impactos nas universidades públicas pode ser negativo. Dentre os pontos levantados, a cobrança de mensalidade na especialização - que posteriormente seria estendida para mestrado e graduação -, o comprometimento da autonomia da universidade e a participação das Organizações Sociais (OS) receberam mais ênfase. Para fundamentar alguns de seus argumentos, Paulo citou o economista Celso Furtado e o sociólogo Florestan Fernandes.

Enquanto a proposta de Paulo era de dissecar o programa para explicá-lo, Fred Zero Quatro escolheu discursar sobre o desenvolvimento da universidade após a década de 80, quando cursou comunicação na UFPE, e questões gerais sobre o atual governo. Em uma fala bastante politizada, o artista apelou pela adesão do público às manifestações, não apenas em relação à educação, mas também às questões indígenas e o desmatamento. “É uma questão de honra para qualquer cidadão brasileiro se contrapor, resistir e derrubar o projeto de país, um governo que representa a destruição de qualquer sistema minimamente humano”, destacou Fred.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.