Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Local

Unicap

Tania Bacelar recebe título de Doutora Honoris Causa

Publicado em: 04/06/2019 07:30 | Atualizado em: 04/06/2019 08:54

Titulo foi entregue à economista por dom Fernando Saburido e padre Pedro Rubens. 
Foto: Carla Siqueira/Divulgação. (Titulo foi entregue à economista por dom Fernando Saburido e padre Pedro Rubens. 
Foto: Carla Siqueira/Divulgação.)
Titulo foi entregue à economista por dom Fernando Saburido e padre Pedro Rubens. Foto: Carla Siqueira/Divulgação. (Titulo foi entregue à economista por dom Fernando Saburido e padre Pedro Rubens. Foto: Carla Siqueira/Divulgação.)

A economista pernambucana Tania Bacelar é a mais nova Doutora Honoris Causa da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap). A solenidade de entrega do título, que teve um clima de confraternização, ocorreu ontem à tarde no auditório G1 da instituição de ensino. Amigos, parentes, colegas, pesquisadores e autoridades de várias instituições, além de representantes da comunidade acadêmica da Unicap prestigiaram e cumprimentaram a homenageada.

No começo, a professora se emocionou com um vídeo produzido pelo Centro de Ciências Sociais, que reuniu depoimentos de amigos de longas datas, colegas de profissão e filhos. Na sequência, o reitor da Unicap, Padre Pedro Rubens, fez um discurso em tom de agradecimento e enaltecendo o legado de Tania Bacelar. Ele traçou um paralelo da história da Unicap e da economista.

“Falar de Tania, portanto, é falar um pouco da história de Pernambuco, da qual não só ela participa ativamente, como também da reconstrução democrática do Brasil. E, por isso, nada mais claro que, quando se prega o silêncio e o medo, são essas vozes proféticas, com precisão e utopia, como a de Tânia, que podem nos recolocar em marcha, inspirando uma verdadeira revisão crítica, com dados precisos, paciência histórica e senso de superação”, disse Padre Pedro.

O panegírico ficou a cargo do amigo e sócio da Ceplan Consultoria, Valdeci Monteiro. No discurso, ele relembrou a trajetória acadêmica e profissional de Tania, além da personalidade humanista dela. Valdeci se emocionou em vários momentos de sua fala ao relembrar fatos marcantes de sua convivência de 15 anos com Tania. Um dos episódios que ele relembrou se deu no então governo de Miguel Arraes, quando Tania atuou como secretária da Fazenda e de Planejamento. Citando o amigo dela, Francisco Cartaxo, com quem trabalhou na Sudene, Valdeci destacou a habilidade de Tania de saber escutar, traduzir e expor.

“No dia a dia do governo, nem sempre a gente entendia o que o Dr. Arraes falava ou o que ele queria de fato dizer. Não atrapalhava somente o famoso pigarro, nem a fala mansa e baixa daquele homem, quase um mito. Às vezes, auxiliares de Arraes se exercitavam na arte da decifração. Gente! Eu vi secretários de estado se socorrerem na capacidade de Tania de interpretar. Era um alívio! Tania Bacelar foi a nossa grande tradutora, intérprete do sentimento de mundo daquele senhor bem mais velho do que todos nós”.

Tania fez um discurso em tom de agradecimento. Ela aproveitou o momento para analisar a atual conjuntura do ensino superior brasileiro. A economista, que atuou na elaboração do Planejamento Estratégico da Unicap, fez um panorama do modelo universitário nacional, dando ênfase à Lei das Comunitárias. Para ela, o desafio do momento na Educação Superior está na forma de financiamento, já que a crise fiscal que assola a economia do Brasil traz consequências para a rede não-pública. “80% das matrículas estão nas instituições particulares e comunitárias”.

 Ao final, Tania fez uma crítica à forma como a autonomia universitária vem sendo debatida. “Questiona-se a liberdade de cátedra, um dos esteios da vida universitária em qualquer lugar do mundo. Tentando politizá-lo, e o pior: tentando ideologizá-lo. Uma opção que desvia a atenção do debate central que deveria ser o da necessária melhoria dos padrões de qualidade e gestão da educação nacional. Patrocina disputas estéreis, mas perigosas, pois rimam com o atraso. Precisamos ter competência e disposição para do debate participar e a Unicap pode dar uma bela contribuição a partir de sua experiência e deixar clara a importância do nosso modelo múltiplo e inovador em muitos aspectos”.

Na mesa, além do reitor da Unicap, estavam os reitores da UFPE, Anísio Brasileiro, e da UPE, Pedro Falcão; o arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido; o vice-prefeito do Recife, Luciano Siqueira e o secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Aluísio Lessa, além pró-reitores e professores da Unicap.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Educação humanizadora e não violência nas escolas
João e os 50 anos de colunismo social
Comerciantes e moradores da várzea pedem por saneamento básico
Saúde bucal na adolescência
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco