Tragédia Dois últimos corpos são encontrados em Camaragibe, subindo para nove o número de mortes após chuvas

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 16/06/2019 10:51 Atualizado em: 16/06/2019 14:44

Ítalo Wengel de Souza, 13, e Lucas Ricardo da Silva, 6, estavam desaparecidos desde quinta-feira. Foto: Paulo Paiva/DP.
Ítalo Wengel de Souza, 13, e Lucas Ricardo da Silva, 6, estavam desaparecidos desde quinta-feira. Foto: Paulo Paiva/DP.
Após mais de dois dias de buscas, os corpos de dois irmãos que estavam soterrados no bairro dos Estados, em Camaragibe, Região Metropolitana do Recife, onde uma barreira deslizou nessa quinta-feira (13), foram localizados. Ítalo Wengel de Souza, 13, e Lucas Ricardo da Silva, 6, estavam desaparecidos desde quando a lama destruiu três casas na Segunda Travessa Bom Jesus. O corpo da criança foi encontrado pelo Corpo de Bombeiros na noite desse sábado (15), por volta das 19h30. Já o do adolescente foi localizado na manhã deste domingo (16), por volta das 6h30.

Os corpos foram encaminhados ao Instituto de Medicina Legal (IML), no bairro de Santo Amaro, área central do Recife. De acordo com a Defesa Civil de Camaragibe, os irmãos serão velados e enterrados na tarde deste domingo, no Cemitério de Camaragibe, a partir das 16h. Com as confirmações, subiu para nove o número de mortes ocorridas durante as chuvas dessa quinta.

Ítalo e Lucas são filhos de Edilene da Conceição, 30 anos. Ela também morreu após o deslizamento. Morreram ainda outros três filhos dela, Kauan Ricardo da Silva, 8 anos; Bianca Maria Albuquerque, 3, e Beatriz Maria Albuquerque, de 11 meses. Os cinco corpos foram encontrados na sexta-feira (14). Edilene foi encontrada abraçada à caçula.

O pai das crianças mais novas, Linderson Albuquerque de Melo, estava nas buscas desde o primeiro dia. Com o corpo todo sujo de lama, ele colocou uma sandália da filha de 11 meses no colar prateado que carregava no pescoço. Na hora do acidente, estava do lado de fora de casa. Persistia na busca dos enteados.

No deslizamento da barreira, morreu também Edvaldo Ferreira da Silva Filho, de 22 anos. A esposa dele, Larissa Lafaiete Ribeiro, 20 anos, foi resgatada com vida do local.

Emergência

Após a tragédia, a Prefeitura de Camaragibe decretou estado de emergência para agilizar a liberação de verba estadual e federal para ações nos morros da cidade. De acordo com a Defesa Civil de Camaragibe, a cada 100 casas, 82 estão localizadas em área de risco. Equipes da prefeitura também estão orientando os moradores a saírem das áreas de risco e disponibilizaram 28 escolas municipais para abrigar as famílias. O Clube Guarany, no bairro da Vila da Fábrica, também está recebendo os desabrigados. O município fará um levantamento de pessoas para receberem auxílio moradia e vai arcar com os custos do sepultamento das vítimas.

A Prefeitura de Camaragibe lançou, ainda, uma campanha de arrecadação de donativos para entregar às pessoas que deixarem suas casas em áreas de risco nos morros. As doações podem ser feitas na sede da Secretaria de Assistência Social, na Avenida Ersina Lapenda, número 107, no bairro do Timbi; na própria prefeitura, na Avenida Belarmino Correia, no Timbi; e no Comando da Guarda Municipal, na Avenida Tiradentes, em Jardim Primavera. Todas funcionam de 8h às 12h.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.