Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Segurança

Modelo de redução de infecções da UTI adulto do HC será expandido para a UTI Neonatal

Publicado em: 17/04/2019 21:54

O Setor de Gestão da Qualidade e Vigilância em Saúde (SGQVS) do Hospital das Clínicas da UFPE vai expandir o modelo de redução de Infecções Relacionadas à Assistência em Saúde (Iras) para a UTI Neonatal. A Colaborativa Proadi-SUS “Melhorando a segurança do paciente em larga escala no Brasil” aliada ao empenho da equipe de assistência tem produzido grandes resultados na UTI adulto do HC, que é unidade vinculada à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

A Colaborativa é uma iniciativa nacional que visa à redução em 30% das ocorrências de infecções em UTIs em 18 meses e 50% das infecções em demais setores hospitalares em 36 meses, sendo o HC um dos 119 hospitais públicos brasileiros a participar do projeto, do qual é integrante desde dezembro de 2017. A chefe do SGQVS, Claudia Vidal, explica que os resultados positivos de reduções de Iras na UTI adulto do HC oportunizaram essa expansão.

De acordo com dados do Setor, a UTI adulto do HC está há 12 meses sem Infecção do Trato Urinário associada à sonda vesical de demora, seis meses sem Infecção da Corrente Sanguínea associada ao cateter vascular central, e há dois meses sem ocorrência de Pneumonia Associada à Ventilação Mecânica, dados extremamente positivos e que demonstram a eficácia do atual modelo de combate às infecções adotado após a participação do hospital na Colaborativa e a oportunidade de replicar esse modelo em outros setores.

A médica diarista da UTI Neonatal Luciana Romaguera destaca que o pacote de medidas de redução de infecções proposto pelo SGQVS já está sendo estudado para a devida aplicação na unidade, recebendo sugestões da equipe transdisciplinar que compõe a UTI no intuito de viabilizar adaptações que atendam melhor às necessidades da área. “É um processo em que toda a equipe participa, já que o ideal é que todos os funcionários assistenciais da UTI Neonatal se familiarizem com as medidas, o que garante uma aplicação mais correta”, explica.

Em um primeiro momento, serão implantadas medidas voltadas para infecções relacionadas ao cateter venoso de acesso central, a serem aplicadas já no início de maio e com meta de redução de 30% em 18 meses.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Notícias de 14/07: Quiosques e banho de mar liberados, testagem ampliada e Sarí denunciada à Justiça
Reino Unido exclui gigante chinesa de sua rede 5G
Estados Unidos vão realizar primeiras execuções federais em 17 anos
Ao vivo com Pedro Guimarães : Auxílio Emergencial e FGTS
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco