Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Local

DPCA

Homem é preso por abusar sexualmente de crianças em creche particular do Recife

Publicado em: 25/04/2019 07:26 | Atualizado em: 25/04/2019 21:10

Suspeito foi encaminhado para prestar depoimento na DPCA, no bairro da Madalena, no Recife.
Foto: Marlon Diego/ArquivoDP. (Suspeito foi encaminhado para prestar depoimento na DPCA, no bairro da Madalena, no Recife.
Foto: Marlon Diego/ArquivoDP.)
Suspeito foi encaminhado para prestar depoimento na DPCA, no bairro da Madalena, no Recife. Foto: Marlon Diego/ArquivoDP. (Suspeito foi encaminhado para prestar depoimento na DPCA, no bairro da Madalena, no Recife. Foto: Marlon Diego/ArquivoDP.)


De quem deveriam receber cuidado e atenção, veio a agressão. Oito crianças de uma creche particular localizada no centro do Recife foram vítimas de um homem de 47 anos preso em flagrante, ontem, por abusar sexualmente delas. Fernando Souza de Almeida, marido da proprietária da instituição, estava foragido desde setembro do ano passado, quando foi expedido um mandado de prisão contra ele, e foi encontrado na cidade de Pombal (PB), a 456 km do Recife.

A Polícia Civil investigava o caso há nove meses desde que recebeu seis denúncias que detalharam o estupro praticado contra crianças na faixa etária de 2 a 6 anos. A creche, que não teve o nome divulgado pela Polícia, atendia cerca de 150 crianças desta faixa etária. O estabelecimento funcionava de maneira irregular, de acordo com o apurado pela polícia junto à secretaria de educação do municípío do Recife.

Segundo o gestor do Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA), Darlson Macedo, o suspeito, foragido, estava na casa de familiares quando foi abordado, ao acordar, por policiais da DPCA do Recife que se deslocaram até a Paraíba. Ele não reagiu à preisão e foi levado ao Departamento para prestar depoimento. Passou por exame de corpo de delito no Instituto de Medicina Legal (IML) e foi levado para o Centro de Observação Criminológica e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima. 

O gestor conta que as investigações começaram em julho do ano passado quando uma mãe procurou um conselho tutelar de Santo Amaro e acabou levada à delegacia. “Vimos que a história realmente parecia bastante verossímel. Então, a partir daí, outras mães da mesma creche passaram a nos procurar”, relata. Ele conta ainda que Fernando ficava na portaria, recepcionando as crianças, e as levava ao andar superior. Lá, oferecia guloseimas e abusava delas com atos libidinosos, embora sem conjuração carnal. “As histórias são convergentes. Ele agia sempre da mesma forma, segundo relatos. Ao ser interrogado, reservou-se o direito de ficar calado afirmando que só se pronunciaria em juízo”, informa.

 O delegado conta ainda que foi investigada a possibilidade da participação da esposa de Fernando, dona da creche, mas que a polícia não chegou a esta conclusão. “Ela mostrou indignação ao saber dos acontecimentos. Sabemos que ela não estava presente durante os abusos e que afirmou que iria se separar dele, tão logo soube. De fato, ela continou em Pernambuco enquanto ele foi para a Paraíba”, conclui.  Fernando deve respoder, judicialmente, por estupro de vulneráveis.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
De 1 a 5: artistas que trabalham com barro
Sobe, Lia, sobe.
João Alberto entrevista Larissa Lins
Como se preparar para as provas do SSA 3 da UPE
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco