Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local
REDE SOCIAL Tutores denunciam morte por falta de atendimento no Hospital Veterinário do Recife Em vídeo, criança chora pela morte da cachorrinha após veterinário ter se recusado a atendê-la por falta de um responsável

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 14/06/2017 20:56 Atualizado em: 14/06/2017 21:10

Uma grave denúncia de negligência contra o Hospital Veterinário do Recife, no bairro do Cordeiro, que começou a funcionar na última segunda-feira, se alastrou pelas redes sociais nesta quarta-feira. Em um vídeo, uma criança chora ao lado da cachorrinha morta e um senhor discute com um funcionário acusando a unidade especializada de negar atendimento ao animal, o que teria resultado na morte da cadelinha.

CONFIRA A DENÚNCIA PUBLICADA NO FACEBOOK


Duas crianças - com idades entre 9 e 10 anos - levaram o bichinho de estimação ao hospital na manhã dessa terça, por volta das 8h40. De acordo com a Secretaria Executiva de Direito dos Animais, a cadelinha passou pela triagem inicial com o veterinário, mas as crianças não souberam informar o que ela tinha. O médico, então, pediu para que elas retornassem com um responsável. Segundo o órgão, o adulto só apareceu às 16h e a cadelinha não sobreviveu.

O caso veio à tona após uma postagem no Facebook de uma das usuárias do hospital que também aguardava atendimento do lado de fora da unidade. Na publicação, a mulher destaca "essa é a historia real do novo hospital veterinario inaugurado a semana passada", salienta. "Tem emergência, mas a emergência só funciona se você estiver agendado. Se nao estiver marcado, nem entrar você entra. Os animais estão morrendo na porta do hospital. Até onde vamos com esse desrespeito com os animais?", questionou Mony Bê.

Nas imagens divulgadas, o responsável pelas crianças e pela cachorrinha discute com o veterinário e acusa o hospital de negar atendimento. Outro funcionário do hospital ainda diz que "nesse caso dela, ela ia morrer mesmo". "A criança está aqui chorando por pura irresponsabilidade. A cachorra chegou aqui com vida. Eu já estou aqui. A irresponsabilidade é minha? Para que abriram essa p*?", indagou o responsável.

Rhaldney Santos entrevista advogada Rafaella Simonetti do Valle
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão
Brasil é vítima de desinformação sobre meio ambiente, diz Bolsonaro
Rhaldney Santos entrevista o empreendedor digital Harry Thorpe, criador da plataforma Miauu
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco