Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local
Rio Doce Corpo de Bombeiros registra possível ataque de tubarão em Olinda De acordo com os bombeiros, o cadáver apresentava diversas mordidas de animais marinhos, uma delas mais expressiva na coxa esquerda

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 28/04/2017 08:36 Atualizado em: 28/04/2017 09:35

O litoral de Pernambuco soma de 1992 até o momento 61 casos oficiais de ataques de tubarão, com 24 mortes. Foto: Mariana Fabrício/DP
O litoral de Pernambuco soma de 1992 até o momento 61 casos oficiais de ataques de tubarão, com 24 mortes. Foto: Mariana Fabrício/DP


O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 6h20 da manhã desta sexta-feira para resgatar uma vítima na praia de Rio Doce, Olinda, Região Metropolitana do Recife (RMR). O corpo de um homem não identificado aparentando cerca de 30 anos foi encontrado nas imediações da Igreja de Santana.

De acordo com os bombeiros, o cadáver apresentava diversas mordidas de animais marinhos, uma delas mais expressiva na coxa esquerda, indicando uma possibilidade de ataque de tubarão. O corpo foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML), no Recife. Exames poderão identificar se a vítima morreu por afogamento ou outra causa e depois foi atacado ou o contrário. O Comitê Estadual de Monitoramento de Incidentes com Tubarões (Cemit) também deverá participar da investigação.

O capitão Camilo e o sargento Benício, do Agrupamento do Corpo de Bombeiros de Piedade chegaram no local por volta das 9h, pouco antes do IML recolher o cadáver. Em conversa com moradores e pescadores, eles apuraram que a vítima estava sem roupas, na barreira de contenção do mar. A guarnição dos bombeiros de Olinda foi acionada e identificou um corte na região superior da coxa com exposição do fêmur.

Números - O litoral de Pernambuco soma de 1992 até o momento 61 casos oficiais de ataques de tubarão, com 24 mortes. O último incidente na Região Metropolitana do Recife (RMR) aconteceu em março de 2015. Em dezembro do mesmo ano, um turista foi mordido em Fernando de Noronha.



Louvre reabre com público reduzido após mais de três meses fechado
De 1 a 5: Práticas para cuidar da saúde mental em casa
06/07 Manhã na Clube com Rhaldney Santos
Músico vence limitações do distanciamento social oferecendo shows particulares por encomenda
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco